quarta-feira , junho 28 2017
Home / Política / A bomba que não explodiu e as três candidaturas de prefeito

A bomba que não explodiu e as três candidaturas de prefeito

1_prefeitura_de_lages

O que se esperava como uma verdadeira bomba, capaz de levar o prefeito Elizeu Matos para a prisão ou, no mínimo, a perda de seus direitos políticos por oito anos, acabou se transformando em um pesadelo para os adversários.

Erro administrativo

O processo que pedia improbidade administrativa e que estava na mesa do desembargador para ser julgado, não apenas inocentou o “alcaide”, como também classificou de erro administrativo, cometido por todos os secretários regionais da época (2003/06).

Multa

Foi tanto que o desembargador aplicou apenas uma multa de dois salários e meio da época. Mas que ainda é passível de ser recorrida, pois não houve prejuízo ao erário, nem tampouco apropriação indébita.

Processo Penal

Com relação a Operação Águas Limpas, o Ministério Público ajuizou ação penal, que ainda está na fase de oitivas. Testemunhas que estão arroladas no processo estão sendo ouvidas por carta precatória, e não tem prazo para término dessa fase do processo.

Trio Parada Dura

Disso tudo, o que se deduz, é que mais do que nunca a eleição de Lages pode ser disputada por três candidatos: Antonio Ceron, Arnaldo Morae e Elizeu Matos. Quem viver, verá…

Sobre Milton Barao

Veja também

Com uma prefeitura na Serra, PR acampa em Palmeira

O PR conquistou uma prefeitura na Serra Catarinense, com Fernanda Cordova, do município de Palmeira. …

4 Comentários

  1. E.luzac

    Olha só, quem esperava que o Elizeu perdesse os direitos políticos ou não pudesse concorrer em virtude desta ação de improbidade administrativa da época que ele era Secretário de Desenvolvimento Regional não conhece absolutamente nada de direito eleitoral.

    Também não foi erro administrativo. O prefeito Elizeu foi condenado pelo prática de ato de improbidade administrativa dolosa.

    Ímprobo ele já foi declarado, culpado, ainda não.

    Realmente, quem viver, verá.

  2. Carlos Vieira

    Totalmente errada a notícia. Trata-se de outra ação, sem ligação com episódio que levou o Prefeito a ser preso. A ação em q Eliseu foi condenado agora é do tempo em q ele era secretário regional. A outra, a grande, pode explodir a qualquer momento. Agora, é muita condenação por improbidade para uma pessoa só. Mais uma e ele já pode pedir música no Fantástico.

  3. Thomas Brocatto

    Só para esclarecer, Caro Barão. Nessa ação de improbidade administrativa, movida contra o então Secretário Regional Elizeu Mattos, o Judiciário reconheceu que não houve improbidade administrativa, mas sim mera irregularidade. Tal decisão ainda está sujeita a recurso. Então, o que o “fake” E.luzac escreveu acima, demonstra apenas burrice ou maldade. É bom lembrar que os Prefeitos que antecederam o atual enfrentam também ações de improbidade. O Nobre e Intocável Raimundo Delcídio “Ovo” Colombo, por exemplo, possui uma verdadeira coleção delas!!! Inclusive, caso se recorra aos anais do Judiciário, se verificará que o Chefe do “Galego” já foi condenado criminalmente por má-utilização de recurso público!!! Para concluir, parece que encontraram o Japonês da Federal na Rodoviária de Curitiba, embarcando para Lages com uma “Lista” embaixo do braço!!!

  4. Cristopher

    Kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *