quinta-feira , julho 27 2017
Home / Política / Marcius Machado, o idealista e rebelde

Marcius Machado, o idealista e rebelde

marcius1

Na campanha de 2012 para vereador ele fez 3.808 votos, enquanto para deputado, em 2014, somou 17.248 sufrágios. Se os eleitos fosse por números absolutos, Marcius Machado hoje seria deputado estadual.

Mas como a legislação eleitoral adota o sistema da proporcionalidade, ou seja, depende dos votos obtidos nas legendas e coligações partidárias, Marcius acabou ficando fora dos 40 da Assembleia Legislativa.

Perda mandato

Por esse e outros motivos o polêmico vereador, que perdeu seu cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas se mantem no cargo pois recorreu ao STF, ele passou a ser considerado um “idealista”.

Polêmicas

Suas propostas são sempre polêmicas, como culpar a mídia pela sua não eleição para deputado, devido ao seu projeto de proibição de consumo de bebida em locais públicos. Ou culpar o seu partido anterior (PPS) de perseguição por não deixar ser o candidato. E por isso assinou filiação no PR fora do prazo.

marcius3

Rebelde

Com todo esse histórico, além do fato de proclamar que sua campanhas são “franciscanas”, de bicicleta e com mochila nas costas pedindo votos, Marcius é considerado um rebelde. É tanto que não gosta de negociações partidárias (pede a extinção dos partidos), dificilmente faz acordos, e por isso mesmo cria dificuldades até dentro do Partido da República, ao qual está filiado.

Vice

Por esse histórico, tem sido cortejado para vice em composição do PR com o PSD, porém tem reiterado que seu objetivo não é esse cargo que tem como meta, mas ser deputado em 2018. Quem viver, verá…

marcius2

Nota: todas essas afirmações estão na entrevista do vereador no programa Falando Nisso… da ImagemTV, exibido na última terça-feira (05/04/2016)

Sobre Milton Barao

Veja também

Deputado Maldaner dá pontapé e recursos para sete municípios

Foi bem curiosa a presença do deputado federal Celso Maldaner (PMDB) no sábado, no Campo …

Um Comentário

  1. Cristiano

    Opa!!! Pela primeira vez vejo o Barão “pegar leve” com o vereador Marcius Machado. Outras matérias sempre foram criticando suas atitudes e até por menorizando suas ações. Nessa matéria, embora use o termo rebelde, que poderia ser depreciativo, dá uma visão de ser por uma boa causa, como mesmo coloca, por ideologia.

    O que não faz uma possível coligação entre Ceron e Marcius. O que, em matérias antigas, era a “contramão”, um cientista político e advogado que desconhecia leis eleitorais e etc, agora já passou a ser um ideologista, um político “fransciscano” que “heroicamente” conseguiu se eleger vereador e, por mérito, deveria estar deputado estadual. Vai entender! Onde está a coerência de opinões?

    Torço para que esta coligação não aconteça, pois se a “contramão” de ontem passar a ser o “ideologista” de amanhã, não teremos, considerando o atual cenário político da cidade e região, alternativa viável para o futuro, seja como Deputado ou mesmo Prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *