sábado , agosto 19 2017
Home / Economia / Taxa de embarque de Lages é cara e não se presta conta

Taxa de embarque de Lages é cara e não se presta conta

terminalrodoviariolages

Quem se utiliza das linhas intermunicipais reclama que a taxa de administração cobrada no Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazzera, de Lages, é uma das mais caras, ou a maior de todas em SC. Mesmo assim a manutenção da rodoviária está clamando por uma reforma, já que tem até goteiras em dias de chuva.

Por conta disso, como também da nebulosidade com relação ao montante arrecadado, o vereador Gerson dos Santos está solicitando da  prefeitura de Lages um relatório completo sobre a arrecadação do Terminal Rodoviário, de janeiro de 2012 até a presente data.

 

Sobre Milton Barao

Veja também

Encerramento Festival de Inverno: Banda de 400 integrantes

Depois do sucesso do Serra Catarina Festival de Inverno, edição 2017, evento que durante 60 …

3 Comentários

  1. Caro Barão, o Vereador Gerson tem toda a razão e tem também o meu apoio e de todos os que utilizam o terminal rodoviário. A taxa de embarque, nada mais é que uma taxa de serviços que os usuários pagam para utilizar o terminal.
    Tenho utilizado com frequência o terminal e sempre me deparo com as instalações imundas, lixeiras transbordando e sujas, os sanitários igualmente imundos e com cheiro insuportável de xixi. Já vi até cães dormindo lá dentro. A pergunta é: “cadê o dinheiro que estava aqui”? Ora… se há arrecadação, porque o serviço não é prestado? e o ex-secretário que tem uma resposta pronta para tudo, o que dirá agora? acho que caberia uma denúncia no Ministério Público para dar uma geral na contabilidade da arrecadação do terminal.

    Parabéns pela brilhante matéria.

    Att. Luciano.

  2. Felipe alves

    Claro, de algum lugar tenque sair a grana pra pagar a conta dos churrascos kkkk

  3. Thomas Brocatto

    O Vereador Luiz Marin sabe o quanto! Afinal, ele foi Secretário do Município e era responsável pela Rodoviária. É só perguntar para ele que ele responde quanto se arrecadava à época, devendo ter, inclusive, documentação que comprove tais números!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *