quinta-feira , junho 29 2017
Home / Economia / Sem arrecadação, município oferece 5,09% e professores rejeitam

Sem arrecadação, município oferece 5,09% e professores rejeitam

Os três sindicatos de servidores municipais (professores, servidores e fiscais) estão pedindo o reajuste de 11,28%, que é o INPC de 2015. Porém, com a arrecadação cada vez menor, o Executivo não consegue atender ao pedido, e as rodadas de negociações estão “empacadas”.

Arrecadação

De um lado o Município, que diz que ainda está conseguindo fazer o pagamento em dia, pois a arrecadação está diminuindo mês a mês. Mas de outro lado, os servidores, que vêem os preços dispararem nas prateleiras dos supermercados, e as contas se acumulando, pois a inflação corrói os salários.

Proposta

Assim, segundo o Grupo Gestor da Prefeitura, foi proposto um aumento total de 5,0907%, pagos parcelados: 1% em junho de 2016; 1% em setembro de 2016, 1% em dezembro de 2016 e o restante de 2% somente no próximo ano, em fevereiro de 2017.

Estado de greve

Por unanimidade decidiu-se na assembleia dos professores encaminhar novamente a proposta da revisão geral anual de 11, 28%, e a partir deste instante toda a categoria entrou em estado de greve.

Servidores

O SindServ também marcou assembléia para sexta-feira, a partir das 17h30min em primeira chamada e uma hora depois com qualquer numero de associados, para decidir sobre a proposta do Executivo.

Sobre Milton Barao

Veja também

Enquanto vizinhos financiam folha, SC investe 800 milhões

Para Lages a expectativa é de 50 milhões de reais para investimentos em infraestrutura Santa …

7 Comentários

  1. Cavalcanti

    Não podem pagar quem REALMENTE move o serviço público, mas contratar mais e mais cabides diariamente para abrir portão pra vento, secar goteira na poça d’água, ah, pra isso podemos pagar.

  2. Dentista

    E cadê o sindicato dos dentistas da região serrana (neste mês paguei 125,00 conforme exige a lei ) e pq o silêncio, não estão ali pra lutar pela categoria! !!Ou será o silêncio pq o diretor da odontologia do município de lages (prefeitura )tbm é diretor do sindicato ou o presidente do sindicato hj tbm já foi diretor odontológico de lages! Sinistro! !!!!!acorda gente que coordena o sindicato

  3. Aline

    Gozado, o Rio de Janeiro não está pagando
    salários , o Rio Grande do sul também está atrasando,em Santa Catarina o governador congelou salários ou melhor ninguém vai ter aumento este ano, e todos com o mesmo discurso que a crise no país atingiu as financas públicas, e Lages parece não ficar no país , pois vem a crítica falando que é um direito e má administração . Meu Deus em que país Lages está? Será que não estão vendo que o desemprego está batendo na porta de muitos trabalhadores? Tem empresas em Lages demitindo e outras reduzindo salários para manter os empregos.
    Lages é Brasil, e prefeitura tem de ter responsabilidade , primeiro garantir pagamentos de salários que já é um grande tento neste momento de crise.

  4. joao

    Mais uma conta para o próximo prefeito pagar. Assim fica fácil

  5. Thomas Brocatto

    tomara que o Prefeito dê o aumento que eles querem e depois não tenha como pagar os salários!!!!

  6. Jise

    Primeiro o prefeito precisa aprender o que é gestão pública! !!!Segundo somos efetivos e entra prefeito e sai prefeito e nos que fazemos a prefeitura não parar (isso chama -se responsabilidade e compromisso para com a população )terceiro não colocar apadrinhados, comissionados e por último não é aumento e sim reposição salarial! !!!o que estraga o serviço público não são os efetivos e sim os amigos do Rei que secam a teta e não cumprem horário, paletó na cadeira e acha que sabe mais do que nos que vivemos o dia a dia

  7. Gabriel

    Por que a prefeitura continua contratando? Por que tantos gerentes? Por que recontratar quem o Tony demitiu? Seguinte, desfaz os cabides de emprego e da o aumento e fim de papo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *