domingo , agosto 20 2017
Home / Política / Se o partido der o vice não será eu, diz Arnaldo

Se o partido der o vice não será eu, diz Arnaldo

arnaldo-moraes-4-640x480

O pré-candidato a prefeito de Lages Arnaldo Moraes, do PP, foi o entrevistado desta quarta-feira no programa Bom Dia Lages, na Radio Guri. Durante meia hora conversamos com Arnaldo, para saber os motivos que o levaram a colocar seu nome à disposição para disputar a sucessão do prefeito Elizeu.

– Se o meu partido (PP) quiser fazer coligações, poderá se aliar com quem desejar, porém desde 2012, quando eu estava à disposição para ser o candidato, acabou não acontecendo essa possibilidade. Mas agora sim e se o partido quiser ser vice, não será comigo, garantiu.

arnaldo-moraes-5-640x480

Negociações

Perguntado sobre uma reunião na última semana, entre os presidentes dos diretórios estaduais Gelson Merísio (PSD) e Esperidião Amin (PP), que mapeou Lages com a possibilidade de coligação, Arnaldo disse que realmente houve essa conversa.

– Porém o deputado Amin teve a preocupação de informar antes e depois da reunião que o assunto era a sucessão na Assembleia e também as coligações. O deputado reafirmou que a decisão é do diretório municipal, garantiu Arnaldo.

Conversas paralelas

– Uma das decisões do diretório municipal é de não haver conversa individual com outros partidos. Sempre será com dois ou mais membros do diretório, ressaltou.

Marqueteiro

O diretório municipal do PP já acertou com um marqueteiro, para a campanha deste ano. Djalma Jardim (Neni), que fez a campanha de Renatinho, está de volta e junto com ele Beto Soares.

13220975_1235244099819086_1085201952750450851_n (1)

Sobre Milton Barao

Veja também

Vereador Jean Pierre na liderança da bancada do PSD

Atendendo convite do presidente do diretório, João Alberto Duarte, o vereador Jean Pierre é o …

Um Comentário

  1. JACINTO BET

    Quero concordar com a posição que o Arnaldo está tomando, frente ao quadro político administrativo que Lages vem enfrentando a muito tempo. Se um candidato a Prefeito tem a intenção de aplicar uma nova metodologia de governar e tirar Lages deste marasmo, não pode participar deste sistema de coligações em que transformaram num verdadeiro “toma lá dá cá”. Nada poderá ser feito por nossa cidade, se continuar estas coligações, simplesmente para ganhar eleições. Partidos de aluguel, que passam a existir somente nesta época para vender seus tempos de TV em troca de cargos na Prefeitura. Campanhas caras que são pagas com quem já está empregado no Governo (estadual e municipal), ou serão dependurados nas tetas da mãe Prefeitura. Daí o impedimento de se fazer uma administração austera e séria, pois tem muitos compromissos a ser atendidos. Que adianta mentir para o povo e dizer que na sua administração não terá “cabides de emprego”, pois a última demonstração que isto não é verdadeiro foi o episódio das SDR, muito criticada pelo Colombo, que ao assumir o Governo, não só as manteve, como aumentou o número delas. Vai firme Arnaldo, pois se é só para ganhar a eleição e continuar a mesma coisa que vem acontecendo a muitos anos, não vale a pena. Lages precisa de um choque de moralidade, eficiência e transparência na administração pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *