quarta-feira , agosto 23 2017
Home / Política / Marcius está fora da Câmara

Marcius está fora da Câmara

marcius (2)

A Câmara de Vereadores de Lages recebeu oficialmente, nesta quarta-­feira (25), a notificação da Justiça acerca de decisão do Tribunal Superior Eleitoral pelo afastamento de Marcius Machado.

Afastado

A decisão de segunda instância confirmou decisão colegiada do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Marcius ainda tem direito ao recurso ao Supremo. Porém para isso, Marcius tem de estar fora da Câmara e quem assume em seu lugar é o suplente Rodrigo Silva (DEM).

Infidelidade partidária

Nas eleições de 2012 Marcius foi eleito vereador pelo PPS, com mais de 3,8 mil votos, porém alegando perseguição partidária, em outubro de 2013 ele trocou de sigla, se filiando no PR A infidelidade partidária justificaria a cassação do seu mandato.

Polêmico

Marcius queria ser candidato a deputado e não encontrou espaços no PPS, já que a preferencia era do deputado Fernando Coruja. Foi início do seu calvário, pois só se manteve como vereador através de recursos.

Deputado

É considerado pelos adversários como um jovem polêmico e contestador e por isso fez sucesso eleitoralmente, sendo o vereador mais votado de Lages e enquanto candidato a deputado fez 18 mil votos. Só não está na Assembleia por conta do quociente eleitoral.

marcius (1)

Prefeitura

Nas entrevistas sobre seu futuro político, tem reiterado que deseja ser deputado e tambem prefeito, porem prega o fim dos partidos no Brasil. Por essas posições é rejeitado como companheiro ideal para uma coligação para disputar a prefeitura.

Sobre Milton Barao

Veja também

PSD Mulher começa preparativos para campanha 2018

Reunião de planejamento das ações do PSD Mulher foi realizada na manhã desta quinta-feira, na …

Um Comentário

  1. JACINTO BET

    A única classificação ideológica para o Marcius, é de ANARQUISTA. É contra qualquer organização ou Leis na sociedade. Não o vejo de outra forma. Ignora as Leis, as regras e a organização partidária. No entanto ele esteve Vereador justamente pelo somatório dos votos do Partido. Tambem sou contra este monte de Partidos, mas tenho que trabalhar para a sua depuração, e não extingui-los. Na sociedade somente sobrevive instituições que tenha disciplina e hierarquia, por isso temos que se adaptar a isto, caso contrário é anarquismo, que está vizinho do caos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *