terça-feira , junho 27 2017
Home / Cotidiano / Justiça determina que delegados de Balneário Camboriú e Lages retornem a Mafra

Justiça determina que delegados de Balneário Camboriú e Lages retornem a Mafra

Liminar concedida pela Justiça determina que os delegados Rodolfo Farah, da Divisão de Investigações Criminais de Balneário Camboriú (DIC) e Sergio Roberto de Souza, que está em Lages, retornem a Mafra.

No entendimento da Justiça, os dois foram transferidos ilegalmente, apenas por “razões pessoais”, e deixaram a cidade do Planalto Norte desassistida.

A decisão atende a um pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que instaurou um processo para apurar a ineficiência da polícia local _ de acordo com a ação, é comum a perda de prazos e a investigação criminal é deficiente.

Um dos motivos para os problemas que envolvem a segurança pública na cidade, segundo o MPSC, é a transferência dos dois delegados.

De acordo com a ação, Farah e Souza foram promovidos para atuarem em Mafra. Pediram transferência, mas continuaram lotados na cidade, o que impede a nomeação de novos delegados.

Caso não retornem em 30 dias, os delegados terão que pagar multa de R$ 1 mil por dia. A penalidade se estende aos delegados regionais de Balneário Camboriú e Lages, às diretorias de polícia do Litoral e do Interior, ao delegado-geral de Polícia e ao Estado. Farah e Souza podem recorrer da decisão.

Fonte: MPSC

Sobre Milton Barao

Veja também

Aos 84 anos, morre Dom Oneres, Bispo Emérito de Lages 

Com a saúde bastante debilitada por problemas de diabetes, inclusive fazendo hemodiálise, Dom Oneres Marchiori …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *