segunda-feira , setembro 25 2017
Home / Cotidiano / Um tapume, como na Nereu Ramos

Um tapume, como na Nereu Ramos

tapume nereu ramos

Nunca é demais repetir o aviso: pinheiro novo e prédio velho, só pondo abaixo. Pois se assim não for, até o proprietário perde o direito, e ainda tem de arcar com os custos. Isso se não morrer antes, como aconteceu com o do casarão da Nereu Ramos, hoje encoberto por um tapume, já que a viúva não tem condições de fazer mais nada.

Sobre Milton Barao

Veja também

Colisão de tres veículos no Morro de Índios deixa um morto

Por volta da 01h da madrugada deste sábado, 23, uma colisão frontal envolvendo três veículos, …

3 Comentários

  1. Névio S. Filho

    o QUE FALTA NÃO É COLOCAR ABAIXO IMÓVEIS SIMPLESMENTE PARA VENDÊ-LOS OU SE LIVRAR DELES PARA QUE NO LUGAR DELES FIQUEM ESTES TERRENOS VAGOS SEM NENHUMA UTILIDADE. O QUE FALTA É VEIA CONSCIENTE DA PRESERVAÇÃO DE NOSSA MEMÓRIA, O QUE O LAGEANO NÃO TEM.

  2. Rafael Araujo Da Costa

    O problema não esta nos Lageanos, mas nos brasileiros! Não se pode onerar o privado em função da finalidade pública. A lei obriga o proprietario a alterar parte da finalidade social de sua edificação acrescentando caráter historico e impondo-lhes restrições. E sim importante essa preservação histórica, mas como é para o bem público, nada mais justo do que o poder publico compensar o proprietario à exataimportancia que atribuem. Isnenção de impostos atrelada à obrigacao de investimento de todo o valor na conservacao do prédio e limitando tal obrigacao ao valor do imposto isentado seria uma excelente contrapartida pública.

  3. Névio S. Filho

    Rafael algumas prefeituras, principalmente as turísticas já fazem isso, compensações para preservarem a memória de uma cidade, observe que a situação é complexa, descaracterizando a sacada de um imóvel tido como histórico e após o juiza manda recuperar o que foi destruído, a sacada já deixa de ser histórica, porque não é mais original, o detalhe original já não existe mais, por isso as restaurações são feitas por um corpo técnico altamente qualificado para este restauro. o Miramar da Capital foi derrubado, não se pode construir algo novo com o nome de Miramar, o que foi feito, se deu com a marcação de colunas no local aonde estava localizado o antigo Miramar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *