terça-feira , setembro 26 2017
Home / Polícia / Que fazer com 100 mil de medicamentos furtados?

Que fazer com 100 mil de medicamentos furtados?

farmacia-penha-1

Ladrões levam cerca de 100 mil reais em medicamentos da Farmácia Popular, no Bairro da Penha da penha. Segundo informações, a ocorrência foi por volta das 2h da madrugada desta sexta-feira, e o proprietário ficou no prejuízo. Quando arrombaram uma grade e mais uma porta de vidro.

Quem fez o alerta foi o entregador de jornais, que avisou ao proprietário. O abuso foi tanto que levaram até medicamentos controlados que ficavam em um armário fechado.

farmacia-penha-2

Fico me questionando de que forma os assaltantes farão uso do produto furtado, ou seja, serão repassados para terceiros, ou para consumo próprio, o que acho impossível.

Certamente serão revendidos para um receptador…

Sobre Milton Barao

Veja também

Suplente está guardado por Maria da Penha

Suplente de vereador que adora fiscalizar os serviços públicos resolveu fiscalizar o presídio. Tá na …

2 Comentários

  1. Névio S. Filho

    Meu caro Barão, geralmente no capitalismo toda a forma de produtos que possam serem comercializados e virarem moeda, são privilegiados, as pessaoas que roubam estes produtos, roubariam se fossem cigarros, bebidas, elea snão possuem noção se vão servirem ou não, mas valem dinheiro. Jogamos as pessoas na pobreza e depois queremos que sejam lordes ingleses com fome, hipocrisia social tem hora.

  2. Névio S. Filho

    Ouvi e achei interessante a opinião de um amigo, ele falou, com certeza os que depredaram a capela mortuária não possuem Deus no coração. Sim em um pensamento mais religioso seria uma resposta, mas a realidade dura da vida faz com que o estômago e a quebra de regras sociais falem mais alto. Em tese achamos que quem depreda não é o rico do centro, ele está mais ´preocupado com shopping do que capelas, os nossos vândalos não sabem que são vândalos, não sabem que não poderia depredar um bem que é seu e que outros também o utilizam, por issop cultura, educação e comida são fundamentais para que possamos criar sinapses cognitivas e ver o que em nosso entorno acontece. Quem sabe o próximo projeto do Temer ,em vez de Criança Feliz, seja o Pobre Feliz, mandar bolinhas de isopor para suas casas para que brincando o pessoal não saia a roubar ou depredar e a coisa mais bonitinha a cuidadora de idosos Marcela Temer com aquele vestidinho de boa moça e parecedo a Alice no País das Maravilhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *