segunda-feira , setembro 25 2017
Home / Cotidiano / Dois sustos no mesmo dia por medo de temporal

Dois sustos no mesmo dia por medo de temporal

lages-quartafera-5
Lages, quarta-feira, meio-dia. Foto: Milton Barão

Os lageanos nunca mais se recuperaram do trauma do granizo de 13 de outubro de 2014, pois a qualquer alerta da Defesa Civil, o primeiro pedido é tem previsão de granizo novamente.

lages-quartafera-4
Lages, quarta-feira, 16h. Foto: Marcia Kuster

Meio-dia

E o que dizer desta quarta-feira, quando ao meio-dia os céus escureceram e parecia que vinha tudo abaixo. Só que as nuvens negras acabaram passando e seguiram em direção ao litoral.

lages-quartafera-2
Lages, quarta-feira, 16h. Foto: Fom Conradi

16 horas

Mas o tempo chuvoso não dá tréguas, pois novamente no meio da tarde, por volta de 16h, nova escuridão, fazendo com que grande parte dos motoristas procurasse abrigo para seus veículos.

lages-quartafera-1
Aeroporto Federal Correia Pinto, Lages – SC. Foto: Sandro Schurmann

Estacionamento

No estacionamento do Angeloni, por exemplo, não cabia mais nem bicicleta. Até parece que todo mundo teve a mesma idéia, ao mesmo tempo, como também no estacionamento da Havan. Travou o transito nas imediações.

Sobre Milton Barao

Veja também

Colisão de tres veículos no Morro de Índios deixa um morto

Por volta da 01h da madrugada deste sábado, 23, uma colisão frontal envolvendo três veículos, …

3 Comentários

  1. ricardo

    Viajar de avião vendo essas nuvens monstruosas deve dar muito medo

  2. Aviao do forro

    Bela foto do avião da Azul em nosso aeroporto, pelo visto o aeroporto está bem equipado pois nenhum vôo foi cancelado nesses dias de tormentas.

    • Cassiano Ricardo dos Santos

      Com certeza está.
      Há procedimento de aproximação RNAV [GPS], que possibilita aproximação e pouso com segurança.
      Até hoje, somente em duas oportunidades não houve o pouso da aeronave em Lages.
      A primeira, quando não foi possível a passagem da aeronave logo após Curitiba, em virtude do tempo ruim. Detalhe: caso conseguisse passar, o pouso seria tranquilo aqui.
      A segunda, naquela semana em que houve ventos muito fortes. Na aproximação da aeronave, o vento estava de través [vindo lateralmente em relação ao eixo da pista], e a velocidade [do vento] estava acima da capacidade determinada para a aeronave. Ou seja, poderia até tentar pousar, contudo, por medida de segurança e, até mesmo conforto dos passageiros, a aeronave foi desviada para Florianópolis.
      Agora, vem o governador e diz que quer iniciar as atividades no outro aeroporto, somente em operação visual… Sem ter operações por instrumentos aprovadas e publicadas pelo órgão competente… Adivinha quantas aeronaves irão conseguir pousar e/ou decolar. Quantos voos serão cancelados?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *