quinta-feira , setembro 21 2017
Home / Justiça / Judicialização da Saúde seria a solução?

Judicialização da Saúde seria a solução?

Fomos procurados por uma mãe, que foi até a Defensoria Pública, para pedir, pela via judicial, medicamento para segurar a gravidez (me corrijam se não for o termo correto).

A judicialização da Saúde é uma questão complicadíssima, pois transfere ao juiz o poder de decisão sobre a vida das pessoas, que é do médico.

Com medicamentos caros e importados, ou exames de alta complexidade, a Saúde está cada vez mais cara e os recursos cada vez menores. E as pessoas buscam na Justiça o medicamento que não tem condições do comprar.

O pedido é despachado por sentença judicial, enquanto outras pessoas estão internadas, dependendo da visita de um médico. É uma questão complicada, que não vejo solução nem a longo prazo…

Sobre Milton Barao

Veja também

Ministro garante ambulâncias, mas só em 2018

Apesar de ser a cidade-polo da Serra Catarinense e de ter quase 160 mil habitantes, …

3 Comentários

  1. Leandro M.

    Barão, o poder permanece com o médico, é através de um laudo médico que a pessoa procura a Justiça requerendo o remédio.

  2. Névio S. filho

    Houve um deputado do PSDB dizendo que quem não tem dinheiro, não faz faculdades, outro do mesmo partido disse que pobres deveriam serem aniquilados. No Brasil a Constituição parafraseada na Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, prega a valorização da vida, o Estado deve por todos os meios preservar a vida o cidadão e a sua dignidade humana, por isso a questão da judicialização da saúde é um fator moderno de manutenção da vida, a indústria médica é um comércio e o custos dos medicamentos um negócio rentável, Se estivesse vigente a pena de morte no Brasil, o Estado simplesmente se eximiria de comprar medicamentos e o cara teria que vender bens para não morrer. Vivemos em um capitalismo e achamos bonito isso, enquanto em CUBA ninguém morre por falta de atendimento, nos Estados Unidos os pobres morrem na rua. Enquanto em CUBA não há nenhuma criança nas ruas nesta madrugada, em Lages está cheio e ainda nos orgulhamos disso.

  3. Funcionário da saúde

    Meu deus saúde em Cuba! !meu amigo creio que vc nunca pisou lá para conhecer em loco! !!Pois 3anos atrás fui conhecer a ilha e te digo mais, se eu precisasse de atendimento médico teria mais facilidades do que o povo de Cuba @serviço de péssima qualidade, falta de recursos de equipamentos de ponta, leitos! Enfim ficaria te falando a falta de tudo, não apenas na saúde! Como roupas, carros! !Agora para a classe dominante do país como vi, ou tem privilégios em clínicas de alto padrão ou vão ao USA ao resto tem apenas a saúde de baixa complexidade! !a média e alta complexidade o povo pena, eu vi nos 20 dias que estive lá (deixei de presente para um funcionário do hotel meu tênis ) é o cúmulo a tal revolução socialista que empobreceu toda uma nação e enriqueceu apenas um grupo que se diz que o social ajuda pelo contrário só vi angústia, tristeza e o social e alegria apenas ao grupo do Castro, prezado Nevio não lhe conheço porém reveja sua opinião em relação a Cuba senão o sr sai falando coisas que não sabe e caí no ridículo ou não domina o assunto e sai falando bobagens! !!obrigado barão pelo espaço (obs trabalho com saúde e pacientes à 22 anos de atendimento )e aqui no Brasil tbm não é mto diferente nesses últimos 14anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *