quarta-feira , junho 28 2017
Home / Governo Estado / Desvio da SC 114 começa em julho e vai até 2018

Desvio da SC 114 começa em julho e vai até 2018

Desvio pela localidade de Cadeados começa dia 3 de julho e vai até início do próximo ano

Foi definido pelo Governo do Estado a data e regras do desvio a ser aberto por conta das obras de reconstrução em concreto da SC-114, no trecho entre Lages e Otacílio Costa.

A partir 3 julho

Ficou acertado que o desvio de 17 quilômetros (dois a mais que o normal, pela rodovia) entre a localidade de Cadeados e o posto da Polícia Rodoviária, em Palmeira, iniciará no dia 3 de julho, uma segunda-feira, e se estenderá até entre o fim de 2017 e o início de 2018.

Durante o dia

Das 8h às 18h, o desvio será obrigatório para todos os carros, motos e veículos de até três eixos, como ônibus e caminhões trucados. Neste horário, será proibido o tráfego de caminhões articulados.

À noite

Das 18h às 8h, quando não haverá obras, o trânsito seguirá pela própria rodovia em sistema de pare e siga para a primeira categoria de veículos, com até três eixos. Já os articulados deverão utilizar o desvio, mas somente neste horário.

Transporte escolar

Os ônibus que conduzem os estudantes universitários de Otacílio Costa e Palmeira até Lages no período noturno terão prioridade e não precisarão pegar o desvio. A mesma medida deverá ser adotada também com os ônibus que transportam os funcionários da Klabin.

 

Com informações: ADR/Pablo Gomes

Sobre Milton Barao

Veja também

O valor de quem acredita: Zanoello

O Valor de Quem acredita é uma websérie composta por sete episódios. Nesse primeiro episódio, …

2 Comentários

  1. Clovis

    Porque os onibos dos funcionários da Klabin terão prioridade???naonsomos todos iguais perante BA sociedade ou os outros trabalhadores da região tem menos valor?

  2. Marcio

    Não é justo liberar apenas os ônibus de estudantes e funcionários​, todos os ônibus tem horários para cumprir. Desviando apenas os caminhões já seria suficiente para a segurança dos funcionários da empreiteira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *