terça-feira , Fevereiro 20 2018

Tortenhouse

 

SEMASA TOPO

 

posto sam rotativo

Home / Festa Pinhão / A Festa é nossa, mas precisa deselitizar

A Festa é nossa, mas precisa deselitizar

Não precisamos de uma festa com tanta frescura, ao ponto de ter carrinhos de golf para levar a elite para o backstage em carrinhos de golf e depois do show trazer de volta, sem dar sequer uma voltinha pelos boxes de gastronomia

Personalidades

Esse pessoal entra e sai dos camarotes sem sequer gastar um centavo dentro do Parque, são tratados como personalidades de uma outra festa, como se fosse uma Villa Mix. Esse é um dos motivos do ingresso para o povão ser tão caro.

Parte cultural

Precisamos sim que a Prefeitura assuma definitivamente a parte cultural dentro do Parque, já que a Gaby se preocupa apenas em elitizar e ganhar dinheiro. No meu entendimento a festa ta muito “cheia de frescura”.

Coisas nossas

Tenho saudade dos bailões na Casa da Tradição, no Palco Nativista, da Rua da Paquera, da Gaudence, do Café Pinhão, enfim… das coisas da terra. Hoje é um tal de backstage, DJ fulano, camarote vip, e muitas outras coisas que o lageano sequer tem acesso.

Palco Alternativo

Não. A festa é nossa, e que a Fundação Cultural assuma toda essa parte de cultura, de shows nativistas, de Sapecada, de Pavilhão Cultural, e principalmente traga de volta o Palco Alternativo (que saudade).

Fogos

Afinal, a Fundação já cuida da Saúde, do policiamento militar, da Sapecada, da infraestrutura, do Meio Ambiente, da Realeza, etc, etc, etc. E que a Prefeitura retome o controle, pois até o pedido do prefeito Ceron para não ter fogos não foi atendido (que feio).

Camarotes

Aliás, é pertinente reproduzir a reclamação de um grande empresário de Joaçaba, e integrante da CDL daquela cidade. Senão vejamos:

Sobre Milton Barao

Veja também

Gaby está preparando Festa Pinhão 2018

Estamos na primeira semana de janeiro e a Gaby já está divulgando a Festa Nacional …

6 Comentários

  1. Marina

    Meu neném, se eu pago 280 reais de backstage eu quero ir de carrinho de golfe, tapete vermelho e se ainda quiser colocar coberta aquecedor e pinhão eu aceito. Boa noite.

  2. gean

    Falou td barao, festa elitizada, pagar 100 pila pra ficar a 80 metros do palco nem se fala, o povao foi a festa, mas foi em um no maximo 2 dias, ingresso esse ano pecou nos valores

  3. Aline kariane

    Tudo verdade só esqueceram de desenhar a casinha de som no meio que cada vez mais aumenta e virou bar que tô.oondeu conta do meio todo!O povo da pista tentava ver o show até nos barrancos não se conseguia ver pois cada vez o palco vira e nem dos barrancos consegue ver nada!Vip e back cm preços caros onde nada de bom ofereciam somente uma disputa de lugares melhores pra ver o artista o camarote melhor lugar pois coberto e alto!Tá tudo errado volta nossa cultura volta nossa tradição estão tercerizando nossa cultura e o jornal do almoço direto da festa nos de ctg com entradas livres passeavamos de prenda pelo parque turistas achando lindo até bolo grito pinhão agente servia nas ruas saudade!A ocktober é uma festa cultural e não diminui seu publico!

  4. ANTÔNIO F. ALVES

    Uma festa destas, o atendimento deve ser para todos os públicos, aquele que vai mante-la e o que consome mais (em valores monetário) e isso que vai sustenta-la, como qualquer negocio da pastelaria a grande industria. Vamos pensar grande para que as próximas Festas sejam Grandes.

  5. Jefferson da Silva

    É muito simples. É só as pessoas pararem de ir. Sou lageano e comprei backstage. Fui direto para a área onde comprei meu ingresso. Como lageano nao vou andar pelo parque e pagar o absurdo de R$ 30,00 reais por 50g de paçoca de pinhão. Gastronomia é para os turistas. Concordo que a distribuição das áreas para ver o show foi errado. Mas discordo quando dizem que pessoas pagaram R$ 80,00 reais para ver o show em “barrancos”. Comprei meus ingressos no primeiro lote e paguei R$ 180,00. Na pista primeiro lote era R$ 60,00. Ou seja com 100g de paçoca de pinhao ja se poderia ver o show em barracos. Reclamações nao adiantam. Cada um paga onde pode ir. Nao quer ver show em barracos ou com casinha atrapalhando se planeja durante o ano e compre em um lugar melhor.

  6. Dhonattan muniz

    Eu fui quarta e sexta de back… nao me incomodei…. no dimingo fui de pista 4 brigas perto aonde nos estavamos… pessoas despreparadas no auxílio… tmb acho que poderia voltar a tradição voltar oq tinha antes no parque… agora pagar 10 reais num paltel de massa seca… 20 reais num cachorro quente… fora as tal pacocas e entreveiros… que sao um absurdo de caro… agora querem falar de quem vai ao back… acho isso um cúmulo da marquise…. se a pessoa esta la se programou pra isso acontencer… se tinha pouca opção la na area determina ok… mais quem foi nao reclamou…. oq tem q se aprender que cobram de um time da cidade com orçamento de time de jocol… cobram shows bons com entrada de 5 pila… isso nao da… e outra coisa paguei 80 reais pra ir… ai esquece que sempre tiveram mais que 1 show por noite…. mais nao preferem ir ate Floripa… ou Balneário pagar os mesmos 80 reais fora despezas de viagem… maus la foi bom… aqui nao foi… o povo tem que aprender a dar valor nas poucas coisas que ainda temos em nossa cidade….concordo plenamente que a organização do parque… atrações di parque teveriam voltar… agora nao falem de quem foi de back… pq fomos la e nao tivemos a menor vontade de ir ao parque olhar oq ???? Comer oq?????… entao quando voltar a ter oq se fazer e olhar no parque vamos ir la sim… mais de back ou de camarote ou de vip ou de pista… agora nao tem o que ver alem do show… e prefiro sair la no posto e comer um paltel de ontem seco por 3.50 do que pagar 10 reais num de massa… vamos aprender a ver as coisas e cobrar oq vai fazer alfo de bom pro povo..m e nao criticar os espaços da festa…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: