quarta-feira , setembro 20 2017
Home / Saúde / Não podemos retroceder perdendo Central Regulação SAMU, diz Acil

Não podemos retroceder perdendo Central Regulação SAMU, diz Acil

Sadi Montemezzo disse que a Acil entende a importância da permanência da Central de Regulação em Lages e que irá reforçar o pedido junto ao governador

Não podemos perder algo tão essencial para o bom funcionamento do SAMU. Não podemos retroceder e sim continuar evoluindo. Contem com nosso apoio, declarou o presidente Sadi Montemezzo na reunião da Acil com a coordenadora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência em Lages, Dra Ellen Neto de Souza.

A reunião foi na segunda-feira, 10, quando a entidade manifestou a preocupação com a mudança da Central, que será centralizada em Chapecó, sob alegação de densidade demográfica.

Amures

A Central de Regulação de Lages atende toda a região da Amures. Na região os atendimentos são realizados com Ambulâncias de Suporte Básico e de Suporte Avançado e também com o helicóptero Águia 4 da Policia Militar.

Dificuldades

A transferência da Central de Regulação para Chapecó, poderá dificultar o atendimento da equipe. “É necessário conhecer a região e saber das dificuldades para chegar até a ocorrência. Somente estando na região é possível definir se pode ser utilizada a ambulância ou se é necessário acionar o helicóptero Águia 4 da Policia Militar”, explicou Dra. Ellen.

 

Com informações: Comunicação/Acil

Fotos: Acil e 5ªCia/BAPM/Lages-SC

 

Sobre Milton Barao

Veja também

Ministro garante ambulâncias, mas só em 2018

Apesar de ser a cidade-polo da Serra Catarinense e de ter quase 160 mil habitantes, …

2 Comentários

  1. Alex costa

    Sera que o governador da terra, não tem caneta pra bancar o Samu? Não, até agora não bancou absolutamente nada.

  2. Observador

    Simples, nossa região tem menos votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *