sexta-feira , Fevereiro 23 2018

Tortenhouse

 

SEMASA TOPO

 

Home / Prefeito Ceron / “A mãe prefa não pode tudo”, desabafou Ceron na coletiva

“A mãe prefa não pode tudo”, desabafou Ceron na coletiva

O prefeito Ceron aproveitou a coletiva de encerramento de ano para fazer um “desabafo” sobre o primeiro ano de sua administração. Sem papas na língua, disse que ia falar do que estava atravessado na garganta

Nem quando Otacílio Costa e Correia Pinto se desmembraram Lages caiu tanto como em 2016, que ficou em 12° lugar no Estado, sem esquecer que já foi a primeira economia do Estado.

“Por isso o nosso desafio para 2018 é a geração de emprego e renda, pois não tem situação mais triste do que conversar com um pai de família e ele pedir um emprego para poder sustentar os filhos”, afirmou Ceron na coletiva de encerramento do ano de 2017, nesta quinta-feira.

Ceron destacou que tem muitas empresas que pediram terrenos, “como uma que recebeu há 18 anos e agora quer mudar de atividade. Vamos tomar de volta, nem que me critiquem, mas vou fazer isso. Sei que tem gente que não gosta de mim e vai me odiar por isso, mas não interessa, pois precisamos mudar essa política paternalista”, afirmou o prefeito.

Indignação com chute das bandeiras

Ceron ficou indignado com uma notícia, jogada no ar, sem um mínimo de responsabilidade e disse que “comprometeram uma empresa idônea afirmando que a prefeitura comprou 355 mil em bandeiras, quando na verdade foi 1.933. Quem não gosta de Lages simplesmente jogou um saco de pena e agora não irá recolher (sic).

Chutando despesas Natal Felicidade

“Chutaram que foi gasto 350 mil na decoração do Natal Felicidade, e eu pergunto: já foi emitida a Nota Fiscal? E mesmo com os anjos tenham cara feia, será pago o que foi licitado”, declarou em resposta ao questionamento do repórter Evandro Gioppo, da Rádio Clube.

Observatório Social virou braço político

No momento em que o Observatório se coloca à serviço de um partido político, ele perde a finalidade. Uma foi a denuncia do Natal Felicidade, pois eles teriam de ter questionado o edital, mas dar palpites depois de licitado é muita irresponsabilidade, afirmou Ceron em relação a pergunta da blogueira Olivete Salmória.

Podem me processar

Outra indignação foi com relação ao projeto do Centro Administrativo, no qual o Observatório chutou uma “suposta economia com alterações de projeto na ordem de 800 mil”. Eu não seria tão irresponsável de manter um projeto que não teve financiamento. “Eles podem querer me processar, mas quero manter essa gente no seu devido lugar e me deixem trabalhar”.

 

 

#BM3ComunicaçãoCriativa

Fotos: Marcelo Vargas

Sobre Milton Barao

Veja também

Ceron tira férias e Juliano “toca” prefeitura em Janeiro 

Em entrevista ao programa #pontoDOC, na solenidade de posse da União das Associações de Moradores, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: