sexta-feira , Fevereiro 23 2018

Tortenhaus + terneiros

 

SEMASA TOPO

 

Home / Economia / Maldade ou burrice nos números da Iluminação Pública?

Maldade ou burrice nos números da Iluminação Pública?

Edson Varela deu nos dedos de quem não soube ler o processo de licitação da iluminação pública, e chamou de “pecadinho”. Eu chamaria de saco de maldade ou veneno de Naja quem fez tamanha “confusão” de números.

Edson esmiúça nos mínimos detalhes o contrato e explica didaticamente como é possível economizar, o que aconteceu realmente:

Um montão

Matematicamente foi feito um processo licitatório para gastar menos com manutenção que aqueles R$ 2 milhões mensais que se gastava. Para tanto basta pegar os R$ 6.876.672,84 e dividi-los por 5 anos. Teremos o montante anual bem inferior a R$ 2 milhões, ou seja, R$ 1.375.334,00.

Fiscalização

Claro que nesta realidade mais modesta de gasto com a iluminação pública é pertinente que tanto os vereadores quanto órgãos externos (o próprio Observatório Social) fiquem de olho e fiscalizem. Até porque fiscalizar é um dever sagrado, mas inventar números antecipando que um contrato de R$ 2 milhões está passando para R$ 7 milhões é um “pecadinho”.

Sobre Milton Barao

Veja também

Restaurante La Central tem Festival de Trutas

A Agência #BM3ComunicaçãoCriativa esteve presente como convidada especial para o almoço da Imprensa no mais …

5 Comentários

  1. junior

    Essa “jornalista”, tem por costume faltar com a verdade ou então publicar com maldade suas noticias a respeito de assuntos referente a prefeitura de Lages. Tenho como conclusão que só pode ser falta de interesse para com a verdade e por ela ser viúva da administração passada. Cada dia que passa ela prova isso através de suas publicações maldosas e mal intencionadas.

  2. Lidiane

    Basta LER O EDITAL que o valor ali especificado é ANUAL. Inclusive separam o valor MENSAL para que não haja dúvidas. Se sobra maldade não sei mas falta leitura e compreensão de texto.

  3. Névio S. Filho

    Meu caro Barão, geralmente em um ato licitatório se origina um contrato que durará formalmente um ano, se haver a continuidade se farão aditivos até completar 5 anos de contrato até uma nova licitação e é lógico que os aditivos serão atualizados os valores, então não é normal que se divida uma despesa a liquidar em 5 anos, os valores não fecharão.

  4. Observador

    Júnior, mas com o Barão e o Varela não a quem lide também.

  5. Extrema -direita

    Nevio vc não comentou os 3 X 0 kkkkkk lá nos comentários de “lageanos vvão a Porto Alegre! !estamos aguardando seu comentário kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: