sábado , junho 24 2017
Home / Defesa Civil

Defesa Civil

Cerrito pede socorro, pois está isolado do mundo

O vice-prefeito de São José do Cerrito, Moacir Ortiz, relatou ao jornalista Paulo Chagas o drama que o Município está vivendo em função do deslizamento gigante na BR 282, e que interrompe o trânsito no local

Foto: Águia4. Segundo Denit, expectativa de somente na próxima semana liberar uma pista

Sem médicos

Segundo ele, o Cerrito além da situação de emergência decretada está vivendo um caos social, ou seja, não há atendimento médico, pois, os profissionais são de Lages e não podem passar.

Sem aulas

Além disso, os ônibus escolares que transportam alunos e universitários estão parados. Aliás, as aulas no município estão ainda suspensas, Já os acadêmicos não podem se deslocar à Lages.

Comércio parado

Há também a grave situação do comércio que não está vendendo nada, e sofrendo com o desabastecimento. Os bancos locais, como do Brasil, estão fechados por falta de dinheiro, assim como, a agência dos Correios.

Famílias isoladas

No interior são inúmeras as famílias isoladas devido às pontes destruídas pela força das águas. Enfim, por alto, calcula-se um prejuízo acima de R$ 5 milhões de reais.

Sem dinheiro no comércio

Alternativas poderiam ser buscadas. Quem sabe o helicóptero Águia 4 possa ajudar a comunidade no abastecimento de dinheiro, e no transporte dos médicos. Sem falar, nas pessoas que precisam ser transferidas para Lages devido a problemas graves de saúde, e não conseguem.

Pedido de socorro

Outro dia, diante da extrema gravidade, um paciente foi transportado de maca em meio à lama. Um veículo trouxe até o deslizamento, e outro pegou. São situações extremas e que merecem atenção. São José do Cerrito, pede socorro!

Jovens de Criciúma ajudam na reconstrução em Lages

Jovens do grupo Arca da Trilha da igreja Adventista (Criciúma) trouxeram um caminhão de donativos e vieram ajudar limpar residencias

Na manhã do ultimo sábado (10), um caminhão carregado de donativos chegou ao Ginásio Jones Minosso. Roupas, cobertores, material de limpeza, colchões e até uma cama foram trazidos de Criciúma para ajudar na reconstrução de quem perdeu tudo após as chuvas em Lages.

Jovens Adventistas

O caminhão partiu de Criciúma na madrugada de sábado, em comboio com outros quatro carros.  Neles, estavam 13 jovens do grupo Arca da Trilha da igreja Adventista. Eles, juntamente com integrantes da Cruz Vermelha, fizeram a arrecadação durante a semana e vieram a Lages para, além de fazer as entregas, auxiliar na limpeza das residências atingidas pelas inundações.

Mãos à obra

A maior parte dos donativos foi descarregada no ginásio Jones Minosso. De lá, o grupo, munido com vassouras, rodos, baldes, mangueiras e material de limpeza, seguiu para o bairro Habitação. Em apenas uma tarde, eles auxiliaram na limpeza de três casas, que ficam perto do rio Carahá. Por lá, a água que chegou na altura do forro, entrou na geladeira, no fogão e nos armários.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Fotos: Keltryn Wendland

Ceron pede 10 milhões para recuperação enchentes

O prefeito Antônio Ceron entregou ao ministro da Integração Nacional Helder Barbalho uma cópia do relatório dos danos causados pelas enchentes da primeira semana do mês de junho. O relatório já havia sido protocolado na Defesa Civil Estadual na última sexta-feira (09), conforme determina a burocracia.

10 milhões

No levantamento dos prejuízos o valor foi de 10 milhões, incluindo recuperação de pontes, estradas e residências, dentre outros.

Por conta da situação o município decretou “Situação de Emergência”, e por solicitação do governador Raimundo Colombo chegaram no aeroporto na manhã desta segunda-feira dois ministros, Helder Barbalho da Integração Nacional e Osmar Teixeira, do Desenvolvimento Social e Agrário.

 

Imagens: Marcelo Vargas/#BM3

 

Muita gente e poucos projetos para dois ministros em Lages

A convite do governador Raimundo Colombo e do prefeito Antonio Ceron, nada menos que dois ministros chegaram a Lages na manhã gelada desta segunda-feira para sobrevoar as área atingidas pelas enchentes da primeira semana de junho.

Ministro Helder Barbalho, Integração Nacional

Com o governador chegaram o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra

Projetos

O curioso foi a presença de muitas pessoas, como prefeitos e vereadores da região serrana e muitos pedidos de recursos, já quem as enchentes causaram danos consideráveis na malha viária dos municípios e nas pontes, além dos estragos nas escolas.

Fotos: Pablo Gomes,, Marcia Kuster e Marcelo Vargas

Massa ar polar chega provocando estragos

A meteorologia está informando a chegada de uma massa de ar polar, que fará as temperaturas despencarem na Serra Catarinense. Só a neve está descartada.

Com a viração no tempo na manhã desta quinta-feira, rajadas de ventos acabaram provocando estragos, como no Pronto Atendimento Tito Bianchini, que estourou uma porta de vidro.

Também na Avenida Belizário Ramos, no cruzamento com a 7 de Setembro a queda de uma árvore. rapidamente  Bombeiros e Defesa Civil estiveram no local para a retirada e liberação da pista.

Fotos: Toninho Taxista e Joel Micuim

Ministro da Integração Nacional sexta-feira em Lages

O Fórum Parlamentar Catarinense esteve na noite desta quarta-feira, 7, em Brasília, com o secretário Nacional de Defesa Civil, Renato Newton Ramlow, em agenda marcada pela deputada Carmen Zanotto. Ele confirmou visita junto com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, a Lages, nesta sexta-feira, 9.

Ituporanga e Rio do Sul

As áreas atingidas pelas cheias serão vistoriadas pelas equipes do Governo Federal e do Governo do Estado, que também sobrevoarão os demais municípios afetados pelo evento climático. Estão no roteiro até o momento, além de Lages, os municípios de Ituporanga e Rio do Sul.

As cidades com maior número de pessoas acolhidas em abrigos são Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, com 1.079 pessoas atendidas; e Lages, na Serra Catarinense, com 406 pessoas.

 

Com informações:

Fernanda Rodrigues – Secretaria de Articulação Nacional

Rio Caveiras precisa retificações, avalia Planejamento

O secretário de Planejamento e Obras, eng° Clayton Bortoluzzi, juntamente com o prefeito Ceron, foram pessoal conferir pelo alto a situação do Rio Caveiras, desde o Salto Caveiras até a nascente, no município de Painel.

O que pudemos observar é que existem muitas curvas grandes e declives pequenos na região da  antiga BR-2. Essas situações fazem com que a água do rio fique praticamente parada, sem vazão, e por conseqüência, represando o Rio Carahá, comentou o secretário.

– há necessidade de estudos mais detalhados para reduzir curvas para dar maior vazão ao Caveiras, salientou.

Depois o voo seguiu em direção a Pedras Brancas, onde tem a “Garganta do Diabo”, local onde se planeja a construção de uma PCH. “Ela ajudaria no controle do Caveiras, retendo as águas que vem da região da Urupema”, explicou.

A partir dessa constatação, a Secretaria de Planejamento irá fazer o relatório, junto com novos estudos, para que junto com outras ações feitas ainda na administração do prefeito Renatinho, auxiliem na fluidez do Rio Caveiras e diminua sensivelmente as áreas alagadas na bacia dentro da área urbana de Lages.

 

Fotos: divulgação

Como está bacia dos rios Caveiras, Carahá e Ponte Grande nesta quarta-feira 07/06/17

Imagens feitas pelo Águia4 da  5ª Cia de Aviação do Batalhão da Polícia Militar de SC, na manhã desta quarta-feira (07/06). O voo foi feito sobre a bacia formada pelos rios Caveiras, Carahá e Ponte Grande.

Os flagrantes foram feitos por volta de 10h, momento em que a chuva deu uma trégua, porém fica o alerta da meteorologia, pois Conforme informações Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais — a chuva dará uma trégua nesta quarta-feira (07), com a previsão deve varias de 3 a 7 mm aproximadamente. No entanto, para a quinta-feira (8), o prognóstico é um pouco maior, com previsão entre 20 e 30 mm.

Fotos: 5ªCia/BAPM/Lages-SC

Avaliação estradas e pontes interior à bordo Águia4

Depois de passar a noite visitando os abrigos e da reunião com os vereadores, na manhã desta quarta-feira, o prefeito Ceron embarcou no helicóptero da 5ª Cia de Aviação, o Águia4, para um novo voo, desta vez para avaliar a situação das estradas do interior do município.

O secretário da Agricultura Oswaldo Uncini fez relato ao prefeito de que a maioria das pontes foram levadas pelas enxurradas, sendo necessário ações emergenciais para que as pessoas pudesse chegar ou  sair de suas propriedades.

Pontes

Várias pontes localizadas no interior do município foram avariadas pelas enchentes, entre as quais três das cinco pontes sobre o rio Pelotinhas, na Coxilha Rica. Destas, a mais atingida pelas corredeiras do rio é aquela com cerca de 60 metros de extensão. Praticamente toda a plataforma construída com pranchas de madeira (as vigas são de concreto) foi destruída pela força das águas.

Outra ponte sobre o Pelotinhas, muito danificada, é a que dá passagem à região do Raposo. Esta foi partida em pedaços pela forte enxurrada.

Na divisa de Lages com São José do Cerrito, a ponte do Passo dos Fernandes teve quatro vãos e um pilar danificados. Esta travessia, construída em madeira, já estava projetada para reforma geral, projeto que será executado conjuntamente pelas prefeituras de Lages e Cerrito.

 

Imagens: divulgação

Toneladas de doações no Jones Minosso e preparativos para distribuição

O prefeito Antonio Ceron se reuniu na manhã desta quarta-feira com os vereadores no Ginásio Jones Minosso. Estavam presentes também os secretários Jean Felipe (Defesa Civil), Samuel Ramos (Assistencia Social) e Marli Nacif (Direitos da Mulher), e o Coronel Alfredo (Polícia Militar).

Vereadores

Ceron fez questão de agradecer pessoalmente o empenho de todos os vereadores, que foram à luta, inclusive com seus assessores e veículos, no sentido da coleta de donativos.

Rede Solidariedade

“Paralelamente a campanha da Câmara, também dezenas de entidades e empresas estão atuando forte na Rede de Solidariedade, cujo resultado é toneladas e mais toneladas de donativos”, destacou Ceron.

Distribuição

A expectativa da Defesa Civil é que já no final da tarde desta quarta-feira seja possível que os caminhões comecem a carregar donativos, levando para os abrigos, onde estão 406 pessoas.

Abrigados

31 pessoas – Associação de Moradores do bairro Guarujá

180 pessoas – Sede de Campo do Pinheirinho – na BR-282

67 pessoas – Ginásio Jones Minosso, no bairro Universitário

24 pessoas- Associação de Moradores do bairro Universitário

60 pessoas Associação de Moradores do bairro Habitação

35 pessoas – Associação de Moradores do bairro Caça e Tiro

 

Fotos: Greick Pacheco

 

ATUALIZAÇÃO ENCHENTES – Boletim 07/06/2017 – 08h30m

Boletim da Defesa Civil 07/06/2017 – 08h30m. Chuva começa a ter menos intensidade nestes próximos dias

Menos chuvas quarta-feira

Conforme informações Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais — a chuva dará uma trégua nesta quarta-feira (07), com a previsão deve varias de 3 a 7 mm aproximadamente.

Mais chuvas quinta-feira

Para a quinta-feira (8), o prognóstico é um pouco maior, com previsão entre 20 e 30 mm. Nenhuma nova ocorrência foi registrada até o amanhecer desta quarta. O número de desabrigados atendidos nos abrigos se manteve.

Total de 406 abrigados

31 pessoas – Associação de Moradores do bairro Guarujá

180 pessoas – Sede de Campo do Pinheirinho – na BR-282

67 pessoas – Ginásio Jones Minosso, no bairro Universitário

24 pessoas- Associação de Moradores do bairro Universitário

60 pessoas Associação de Moradores do bairro Habitação

35 pessoas – Associação de Moradores do bairro Caça e Tiro

09 pessoas – Associação de Moradores do bairro Ferrovia

Carahá baixando

Com a pouca chuva registrada nas últimas 24 horas, o rio Carahá segue baixando. Na última verificação, às 8 horas da manhã, media 6.06 metros acima do nível normal. O patrulhamento em várias situações de risco continua rotineiramente, nas áreas que oferecem algum tipo de  risco, como nas encostas e pontos interditados. Nenhuma nova ocorrência foi registrada, mas a orientação é de que as famílias desabrigadas ou retiradas de áreas de risco permaneçam nos abrigos. Até o momento, estima-se que mais de 7.500 pessoas foram atingidas pelas chuvas em Lages.

Bacias

A Região mais atingida: bacias do Rio Caveiras, do Rio Carahá e do Ponte Grande

 

Foto: Marcelo Pakinha

Relatórios das enchentes e visitas do governador

O governador Raimundo Colombo passou a tarde de terça-feira em Lages para definir ações com relação às enchentes que assolam o município nesta semana.

Chegou na Defesa Civil antes mesmo do previsto (15h), vindo de Rio do Sul e Aurora, onde esteve conferindo as barragens. Em Lages, reuniu-se com o Comando do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil Municipal e Estadual e Polícia Militar.

Ações emergenciais

A reunião teve como intuito apresentar as medidas tomadas para auxílio das vítimas desabrigadas pelas chuvas que assolam o município.  As instituições não medirão esforços para reduzir o impacto das chuvas para as famílias desabrigadas.

Bacia dos rios

Em seguida se deslocou para a região mais afetada pelas cheias, que é a “bacia” formada pelos rios Caveiras, Carahá e Ponte Grande.

Gabinete de Crise

Ainda no giro pela cidade, o governador foi até o “gabinete de crise” montado no Batalhão da Polícia Militar de Lages.

 

Fotos: Pablo Gomes e Milton barão

Ocupantes da canoa estão hospitalizados

Foto ilustrativa

Conforme informações atualizadas junto ao Corpo de Bombeiros, eram dois os ocupantes da canoa que virou no Bairro Araucária, na tarde desta terça-feira.

Eram eles: Célio dos Santos, 50 anos e Valdemir da Silva, 44 anos. Os Bombeiros agiram rápido e encontraram uma das vítimas com hipotermia e pois estava com grau de afogamento 3, segundo os mergulhadores do Corpo de Bombeiros.

Em seguida foram conduzidos ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres onde estão se recuperando.

 

Foto ilustrativa

ATUALIZAÇÃO ESTRADAS: terça 06/06 – 12h

Atualização de interdições nas Rodovias Federais Catarinenses:

BR-282, km 253, em São José do Cerrito – INTERDIÇÃO TOTAL – queda de barreira, com danos na estrutura da pista. Sem previsão de liberação.

BR 470, km 151, em Agronômica (trevo de acesso) – ÁGUA NA PISTA – 50 centímetros  de água sobre a pista.

BR 470, km 194 (Serra da Santa) – INTERDIÇÃO PARCIAL – queda de barreira. Veículos passam alternando o sentido, sem formação de fila no local.

 

Com informações: PRF

Foto: Claudio Bianchini

Por centímetros captação Semasa não entrou em colapso

O nível de água chegou ao quadro medidor elétrico da estação de captação, localizada atrás do Caça. Para chegar ao local somente pela Brahma


Faltaram centímetros para que o nível de água do Rio Caveiras, na captação da Semasa entrasse em colapso. Essa situação foi observada pelos técnicos na tarde/noite de segunda-feira (05), mas felizmente com a “estiagem”, o rio começou a baixar.

No monitoramento permanente da Semasa, nesta terça-feira (06), foi constatado que lentamente o nível do rio está voltando ao seu normal, e assim fica mantido a estabilidade no sistema de captação.

 

Tubulação

Outra situação critica foi com a tubulação da captação, que pela força da correnteza, chegou a desestabilizar. Porém no acompanhamento pode-se conferir que esse risco diminuiu.