sexta-feira , Fevereiro 23 2018

Tortenhaus + terneiros

 

SEMASA TOPO

 

Home / Defesa Civil (página 3)

Defesa Civil

Relatórios das enchentes e visitas do governador

O governador Raimundo Colombo passou a tarde de terça-feira em Lages para definir ações com relação às enchentes que assolam o município nesta semana.

Chegou na Defesa Civil antes mesmo do previsto (15h), vindo de Rio do Sul e Aurora, onde esteve conferindo as barragens. Em Lages, reuniu-se com o Comando do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil Municipal e Estadual e Polícia Militar.

Ações emergenciais

A reunião teve como intuito apresentar as medidas tomadas para auxílio das vítimas desabrigadas pelas chuvas que assolam o município.  As instituições não medirão esforços para reduzir o impacto das chuvas para as famílias desabrigadas.

Bacia dos rios

Em seguida se deslocou para a região mais afetada pelas cheias, que é a “bacia” formada pelos rios Caveiras, Carahá e Ponte Grande.

Gabinete de Crise

Ainda no giro pela cidade, o governador foi até o “gabinete de crise” montado no Batalhão da Polícia Militar de Lages.

 

Fotos: Pablo Gomes e Milton barão

Ocupantes da canoa estão hospitalizados

Foto ilustrativa

Conforme informações atualizadas junto ao Corpo de Bombeiros, eram dois os ocupantes da canoa que virou no Bairro Araucária, na tarde desta terça-feira.

Eram eles: Célio dos Santos, 50 anos e Valdemir da Silva, 44 anos. Os Bombeiros agiram rápido e encontraram uma das vítimas com hipotermia e pois estava com grau de afogamento 3, segundo os mergulhadores do Corpo de Bombeiros.

Em seguida foram conduzidos ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres onde estão se recuperando.

 

Foto ilustrativa

ATUALIZAÇÃO ESTRADAS: terça 06/06 – 12h

Atualização de interdições nas Rodovias Federais Catarinenses:

BR-282, km 253, em São José do Cerrito – INTERDIÇÃO TOTAL – queda de barreira, com danos na estrutura da pista. Sem previsão de liberação.

BR 470, km 151, em Agronômica (trevo de acesso) – ÁGUA NA PISTA – 50 centímetros  de água sobre a pista.

BR 470, km 194 (Serra da Santa) – INTERDIÇÃO PARCIAL – queda de barreira. Veículos passam alternando o sentido, sem formação de fila no local.

 

Com informações: PRF

Foto: Claudio Bianchini

Por centímetros captação Semasa não entrou em colapso

O nível de água chegou ao quadro medidor elétrico da estação de captação, localizada atrás do Caça. Para chegar ao local somente pela Brahma


Faltaram centímetros para que o nível de água do Rio Caveiras, na captação da Semasa entrasse em colapso. Essa situação foi observada pelos técnicos na tarde/noite de segunda-feira (05), mas felizmente com a “estiagem”, o rio começou a baixar.

No monitoramento permanente da Semasa, nesta terça-feira (06), foi constatado que lentamente o nível do rio está voltando ao seu normal, e assim fica mantido a estabilidade no sistema de captação.

 

Tubulação

Outra situação critica foi com a tubulação da captação, que pela força da correnteza, chegou a desestabilizar. Porém no acompanhamento pode-se conferir que esse risco diminuiu.

ATUALIZAÇÃO ESTRADAS – terça-feira 06/06 – 10h

Nesse momento apenas dois pontos com interdição nas rodovias federais de SC

                      

BR 282/Cerrito – totalmente interditada

BR 282 Km 253 em São José do Cerrito, totalmente interditada por medida de segurança, devido a danos na estrutura do leito da via. Sem previsão de liberação.

BR 470 – Agronômica

BR 470 Km 151 em Agronômica tem aproximadamente 50 cm de água sobre a via. A PRF recomenda que ninguém arrisque a travessia, uma vez que o nível do rio continua subindo. (FOTO)

Sem prazo para liberação

O km 253 continuará totalmente interditado. Houve danos na consideráveis na estrutura da pista, além de que caiu mais material. Então para garantia da segurança, a interdição será mantida, sem prazo para liberação.

ENCHENTES: até a Maicon na triagem no Jones Minosso

Maicon, medalha olímpica é voluntária

Um batalhão de colaboradores, desde alunos soldados da PM até voluntários  estão empenhados num trabalho incessante, que começou no domingo e não tem hora para acabar.

É o recebimento e triagem das doações que estão sendo feitas e encaminhadas para o ginásio Jones Minosso, de onde são levadas para os abrigos.

Ressaltando que a meteorologia está anunciado para a partir de sexta-feira a chegada de uma massa de ar polar, inclusive com possibilidade de neve nas partes mais altas da Serra Catarinense.

Por isso, abra seu coração e doe alimentos não perecíveis, material de higiene e limpeza e cobertores.

 

Foto: Divulgação/Paulo Marques

SOLIDARIEDADE: Doações de comida, roupa e cobertores no Jones Minosso

O Ginásio Jones Minosso passou a concentrar o depósito das doações

Mais de 10 toneladas de alimentos não perecíveis e roupas diversas, incluindo colchões, cobertores e acolchoados estão sendo organizados, e deverão ser disponibilizados aos atingidos o mais breve possível. ]

Ginásio Ivo Silveira

Além do Ginásio Ivo Silveira, as doações continuam sendo recebidas junto à Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar, Prefeitura e em diversos postos. Entidades como o SESC, CDL e Banco da Família, também estão engajadas e trabalhando no recolhimento de doações.

Cadastramento

As ações das equipes da Defesa Civil e voluntários está sendo dada enorme atenção a todas as chamadas. As famílias atingidas estão passando por cadastramento, para que possam receber kits de limpeza, e demais doações como alimentos, roupas, higiene pessoal, roupas de cama, etc.

Forças Armadas

O apoio, além dos voluntários também vem dos alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar, da Polícia Ambiental, do Corpo de Bombeiros, da 5ª Companhia Aérea da Polícia Militar, através do helicóptero, além do Exército através do 1° Batalhão Ferroviário.

 

Fotos: Paulo Chagas e divulgação PM

Deslizamentos colocam em risco hospital Correia Pinto

É gravíssima a situação do Hospital Faustino Riscarolli, em Correia Pinto, pois está localizado no alto de um morro, cujas encostas estão deslizando

Técnicos da Defesa Civil Estadual e de Lages estão reunidos nesta manhã de segunda-feira com a direção do Hospital Faustino Riscarolli, de Correia Pinto e com o prefeito daquele município.

A situação é crítica, inclusive com vazamento de gás, devido ao deslizamento de terras, fazendo com que rompesse tubulação.

Uma das causas é a localização do hospital, no cume de um morro, e onde acontece deslizamento de terras, constatou a geóloga Raquel e o eng° Giovanni, da Defesa Civil de Lages, o técnico Falcão da Defesa Civil Estadual e o prefeito Celso Rogério Ribeiro.

A situação é crítica, pois pelo que os técnicos já puderam constatar, está acontecendo deslizamento de terras, colocando em risco o hospital.

 

Fotos: Hospital  Correia Pinto/divulgação

Deslizamentos comprometem residências Morro Grande

Dentre as áreas de maior risco na cidade estão as encostas do Morro Grande, onde tem muitas residências praticamente posicionadas junto ao morro.

E com o solo encharcado, acontece o processo de delizamento de terras, e por conseqüência, atingindo essas residências, como aconteceu na Rua Frei Silva Neiva, onde a Defesa Civil retirou as famílias, levando para o abrigo, e interditando as casas.

Em uma das residências (n° 101), de Eva Maria da Luz, o deslizamento de terras.

Na segunda residência, o volume de terras foi tão grande que acabou provocando rachaduras nas paredes, com comprometimento total, segundo técnicos da Defesa Civil.

Fotos: Defesa Civil/divulgação

Atualização: segunda/10h30 – rastro de lama na Humberto de Campos

Depois que a água baixou, resultado de um domingo de chuva, moradores da Rua Humberto de Campos, no Sagrado, se muniram de coragem para a limpeza.

Empresas, residências, tudo foi invadido pela água, que hoje se mostrou um lamaçal difícil de limpar. Mas com disposição, com força e coragem, tudo vai ficar como novo.

#forçalages

Fotos: Marcelo Pakinha

Atualização estradas: 9h15 – Interdição total BR 282/Bom Retiro

A Polícia Rodoviária Federal está informando a interdição total da BR 282, km 137, em Bom Retiro.

 

Atualização estradas: BR 282 interdição total em Bom Retiro e A.Wagner

BR 282 com veículos parados em Santa Clara, devido interdição total em Bom Retiro e Alfredo Wagner

 

BR-282, km 137, em Bom Retiro – INTERDIÇÃO TOTAL – alagamento de aproximadamente 1 metro de altura.

 

BR-282, km 231, em São José do Cerrito (Trevo Salto Caveiras) – INTERDIÇÃO SENTIDO OESTE

 

BR 282, km 325, em Campo Novos (Trevo com a BR 470) – INTERDIÇÃO SENTIDO LESTE

 

BR-282, km 253, em São José do Cerrito – queda de barreira (grande volume de terra e pedras)

 

BR 282, km 273, em São José do Cerrito – asfalto cedeu (degrau na pista de aproximadamente 15 cm)

 

BR-282, Km 280, em São José do Cerrito – alagamento (cerca de 1,5m de água sobre a pista)

 

Atenção para dois novos pontos de interdição:

BR 282, km 98, em Alfredo Wagner. FOTO PRF

BR 282, km 79, em Rancho Queimado (Alto da Boa Vista) – INTERDIÇÃO PARCIAL – queda de barreira, uma pista interditada. Veículos passam alternando o sentido.

 

BR 282, km 98, em Alfredo Wagner – INTERDIÇÃO TOTAL – queda de barreira (árvores e terra sobre a pista).

BR 282, km 137, em Bom Retiro – Foto: PRF

Com informações: PRF/SC

Fotos: Twitter/PRF SC

Atualização: Segunda-feira (05/06) / 08h – Rastro de lama na cidade

Boletim Defesa Civil – Segunda-feira (05/06) / 08h00min

Abrigados

Pessoas nos abrigos disponibilizados pela Defesa Civil:

60 – Associação de Moradores do bairro Guarujá (lotado)

60 – Sede de Campo do Pinheirinho – na BR 282

10 adultos e 10 crianças – Ginásio Jones Minosso, no bairro Universitário

30 – Associação de Moradores do bairro Ferrovia

Abrigos que ainda estavam ativos e habilitados desde as chuvas da semana passada

16 adultos e 18 crianças – Associação de Moradores do bairro Universitário

55 – Associação de Moradores do bairro Habitação

16 – Associação de Moradores do bairro Caça e Tiro

Chuva: 172 mm

Acumulado de chuva nas últimas 24 horas – 172 mm

Rio Carahá: 5,92 m

Rio Carahá – 5.92 metros acima do nível normal

Bacia Rio Caveiras

Preocupação é com o represamento do Rio Caveiras, fato que contribui para aumentar o nível do Rio Carahá. Portanto, se mantém o cenário de risco de movimentos de massa, com possíveis deslizamentos em locais com  residências construídas próximas a encostas e aterros. Perigo também de quedas de fragmentos rochosos.

Rastro de lama

A água que cobriu diversos pontos ao longo da margem do rio Carahá, baixou. No entanto, o alerta aos motoristas é para que tomem cuidado e evitem passar nas regiões próximas ao Fórum e ao Bar do Gordo, e também na Av. Duque de Caxias, entre outras regiões, pois, há muita lama e areia sobre a pista.

Defesa Civil

Contatos com a central de atendimento da Defesa Civil que funciona no segundo piso do Terminal Rodoviário, ou então pelos números 199 ou (49) 98406-4037.

Informações: Defesa Civil

Imagens: Keltrin Wendland, Jotta Damasceno, Marcelo Pakinha

 

Atualização 19h: águas do Carahá sobre ponte Terminal

Nas imagens de Anderson Liz, a situação na ponte do Terminal, onde as águas do Rio Carahá passaram por cima. Ressaltando que a Defesa Civil já interditou o trecho entre a ponte da Sempre Verde (Petrópolis) até a ponte da Avenida Presidente Vargas.

Mesmo com essa interdição ainda é grande o número de veículos circulando, e lamentavelmente muitos curiosos.

Atualização: 18h30 / ônibus Transul não consegue chegar Terminal

O ônibus da Transul não pode chegar ao seu destino – o Terminal Urbano, e ficou parado na pista esquerda (sentido Bar do Gordo/Terminal).

Prudentemente o motorista não quis arriscar a passar pela ponte do Terminal, já que as águas do Rio Carahá estavam passando sobre ela.

%d blogueiros gostam disto: