sexta-feira , Fevereiro 23 2018

Tortenhaus + terneiros

 

SEMASA TOPO

 

Home / Defesa Civil (página 5)

Defesa Civil

Moradores da Coxilha Rica podem ficar isolados a qualquer momento

Na tarde deste domingo, 28, a situação na Coxilha Rica ficou crítica, pois as águas do Rio Pelotinhas encobriram uma das pontes, impedido qualquer tipo de passagem, seja de trator, de caminhão ou a cavalo

Isolados

Para não ficar completamente isolados, moradores que estavam vindo na parte da tarde deste domingo para Lages, tiveram de fazer a volta pela chamada “ponte de cima”, ou seja, pelo São Jorge.

Segunda ponte

Só que essa segunda ponte também vai ficar comprometida, pois as águas do Pelotinhas continuam subindo e já estavam passando por sobre a ponte, conforme imagens feitas pelos moradores e compartilhadas pelo Portal.

Asfalto

Desta forma comprova-se mais uma vez a necessidade da construção das novas pontes e do asfalto, sem falar nos outros méritos, como escoamento da produção, manutenção, economia, etc, etc, etc…

 

Imagens: divulgação/Marcelo Araújo Ramos

Situação é de alto risco, alerta Defesa Civil

Um dos motivos que gera preocupação é o acúmulo de chuva na região do município de Painel, que influencia em Lages. O rio Carahá, por exemplo, já está transbordando em alguns pontos, e pode subir muito, como já está ocorrendo no bairro do Novo Milênio

A Defesa Civil informa que alerta em princípio vale para até às 17 horas deste domingo (28), se deve à preocupação com os movimentos de massa, ou seja, possíveis deslizamentos em solo encharcado.

Pontos críticos

Atenção recai a alguns bairros como o Beatriz, Morro Grande e Ipiranga e adjacências. Além disso, há o perigo de refluxo com a retenção da água do rio Carahá, que poderá ocasionar inundações nas partes baixas da cidade, especialmente da ponte da Av. Dom Pedro em direção ao Caça e Tiro.

Ceron com equipes

O prefeito Antonio Ceron, juntamente com o vice, Juliano Polese e o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô, se reuniu com os técnicos da Defesa Civil na manhã deste domingo, para tomar pé de toda a situação.

Abrigos emergenciais

Ceron foi informado que a situação até agora está sob controle, e que, caso seja necessário, já estão prontos três abrigos emergenciais dotados de toda a estrutura, desde cozinhas e suporte de assistentes sociais. De acordo com o Executivo da Defesa Civil em Lages, Jean Felipe Silva de Souza, a precipitação diminuiu em 3 mm por hora. Porém, informa que é para a comunidade estar preparada; atenta às informações, e se preciso comunicar o órgão responsável.

Cabeceiras dos rios

Um dos motivos que gera preocupação é o acúmulo de chuva na região do município de Painel, que influencia em Lages. O rio Carahá, por exemplo, já está transbordando em alguns pontos, e pode subir muito, como já está ocorrendo no bairro do Novo Milenio. “Quando a água do Carahá fica parada e não escorre mais, é sinal de que a situação não vai ficar boa. Pode haver inundação”, alerta o Jean.

Telefones da Defesa Civil:

Plantão 98406 4037 – 3222 9661 e 199.

 

Com informações: Comunicação PML

Assoreamento e lixo fazem Carahá sair fora da caixa

Não precisou mais que meia hora de chuva para que o Rio Carahá quase saísse fora da caixa e as águas tomassem conta das pistas da Avenida Belizario Ramos, principalmente no trecho entre a ponte do Bar do Gordo e a da Sempre Verde.

E de imediato se observa duas situações. A primeira, o lixo que se acumulou nas pontes, trazido pela correnteza. E como sempre, toda espécie de tralha, desde garrafa pet até móveis e utensílios.

Mas o que pode se notar também é a necessidade, urgente de um novo desassoreamento, pois as margens cada vez se afunilam mais. A continuar essa situação, muito em breve elas estarão se encontrando e fechando a passagem do rio.

Imagens: Moisés Faraon e Jotta Damasceno

Araucária de 90 anos dá lugar à renovação da vida

A araucária angustifólia da Rua Cândido Ramos, n° 166, foi plantada em 1927 por Antonio Martinho Walmor Ribas, e no final da década de 1990 foi incluída como bem protegido pelo Compac – Conselho Municipal do Patrimônio

Árvore envelheceu

– Evidentemente que com 90 anos as árvores, e principalmente os pinheiros brasileiros começar a dar sinais do tempo de vida, inclusive seus galhos constantemente caiam a cada vento mais forte, colocando em risco a vida das pessoas, tanto dos proprietários como das pessoas nas proximidades, explica o eng° agronomi Giovanni Tomazelli Guesser, consultor técnico da Defesa Civil.

Processo de corte

Desta forma os proprietários, Lageinvest Participações Ltda entrou com processo de corte da aracuária junto a Fatma. O processo inclusive teve autorização expressa do Compac, que retirou da árvore da lista dos “bens protegidos”, tendo em vista o risco à vida das pessoas.

Compensação

A legislação permite o corte, desde que seja feita a compensação ambiental, e no caso serão plantadas 50 novas mudas da mesma espécie, em local a ser definido pela Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos, explica o secretário Euclides Mecabô.

Mobilização

Desta forma, juntos, Defesa Civil, Fatma e Meio Ambiente programaram para a manhã deste sábado (18), o corte da araucária. Para tanto, foi feita uma grande mobilização, desde o fechamento da via pública pelos Agentes de Trânsito, até a utilização de dois guindastes, para içar o pessoal que fez o desbaste, explicou o engenheiro Giovanni.

Madeira

Agora a velha araucária vira tábuas, que serão utilizadas pela Secretaria de Assistencia Social e Habitação para fazer residencias para as famílias carentes, como também pela Secretaria de Meio Ambiente, para os programas sociais do município. É a renovação da vida, finaliza o secretário Euclides Mecabô.

Fotos: Defesa Civil/divugação

Vendaval ao meio dia de domingo provoca danos

Galeria Dr Acácio – Rua Coronel Cordova – Lages

Um vendaval foi registrado por volta do meio dia deste domingo (12), no Centro de Lages. A Defesa Civil está em vários pontos da Cidade e ainda não foi divulgado boletim da situação, o que será feito até o final da tarde.

Tapume desabou na Galeria Dr Acácio – Centro Lages

Galeria Dr Acácio

Porém algumas ocorrências graves foram registradas, como no prédio da Galeria Dr Acácio, na Rua Coronel Córdova, onde caiu um andaime sobre veículos estacionados.

Parede desabou de prédio na Avenida Duque Caxias

Av Duque de Caxias

Outra ocorrência grave aconteceu na Avenida Duque de Caxias, onde parte da parede de um prédio em construção desabou. O entulho caiu sobre a calçada e no meio do asfalto.

Defesa Civil isolou local – tráfego em meia pista

Em ambas as situações, técnicos da Defesa Civil estiveram no local, isolaram a área e estão tomando as providencias como o contato com os proprietários para que seja feita a limpeza da área.

Araucária no Bairro São Miguel

Guarujá e São Miguel

A Defesa Civil também foi notificada da queda de árvores de diferentes pontos da cidade, como no Bairro Guarujá e no São Miguel, onde os técnicos estiveram avaliando a queda de galhos de uma araucária, causando danos em residências.

Queda árvore Av 31 Março no Guarujá

Fotos: Defesa Civil

Jararaca “boca de sapo” de 90 cm no Campo do São Carlos

Moradores do Bairro São Carlos se assustaram quando viram uma cobra se preparando para entrar em campo. Evidente que o motivo não era para jogar bola, mas aproveitava o matagal para buscar comida, principalmente roedores.

O fato aconteceu na manhã desta sexta-feira, e a cobra meteu medo, já que numa análise inicial, por populares, comentaram tratar-se da espécie “boca de sapo”.

Venenosa

Lamentavelmente a serpente foi morta a pauladas, ao invés de ser chamado os técnicos do Centro de Zoonoses para recolher o animal, até mesmo para saber se era filhote ou adulta. Porém em rápida consulta na internet, constatamos que essa espécie uma das serpentes mais temidas do Brasil, por possuir um veneno hemotóxico extremamente potente, que destrói os tecidos. Quase 90% dos acidentes no Brasil são causados por esta serpente.

Fotos: Marcelo Vargas

Choveu 50mm em seis horas afetando 212 pessoas, aponta Defesa Civil

A Defesa Civil de Lages distribuiu para a Imprensa relatório completo (e inovador), sobre a intempérie verificada na quarta-feira, em Lages

Atendimentos realizados pela Defesa Civil no período das  17h de quarta-feira (04) até a madrugada 00h30min de quinta (05).

Alagamento/Enxurrada

As fortes chuvas ocorridas na quarta-feira, no período entre 17h e 21h30 em Lages, teve índice pluviométricos superior a 50 mm acumulados em 6 horas acompanhado de rajadas de ventos superior a 60km/h.

Essa intempérie ocasionou inundações de ruas e residências, movimentação de massa com deslizamento de terra sobre residências, queda de árvores e a subida do nível do Rio Carahá em 2,04m. (dados computados às 23h33)

Áreas afetadas por alagamentos:

Rua Felipe Vellasques, nº 26, Bairro Habitação.

Rua Otavio Cordova Ramos, Bela Vista.

Rua Claudio Manoel da Costa, Bairro Várzea

Rua Corinthians, Bairro Cidade Alta;

Rua Rua Nicolau Copernico, Bairro Santa Catarina;

Rua Otavio Cordova Ramos, Bairro Bela Vista

Deslizamentos:

Rua Servidão da Conquista, Bairro Pró Morar

Rua Osvaldo Aranha, Bairro Santa Catarina

Queda árvores:

Rua Frei Gabriel, Centro;

Rua Hugo Mendes, Bom Jesus;

Av. Belizario Ramos, Copacabana

Destelhamento Parcial

Rua Jose Maria de Arruda, Brusque

Queda de Poste

Rua Lacerda Coutinho, Bairro Santa Catarina;

População Afetada

Desabrigadas: 03

Total de afetados: 212

Residências Afetadas

Total de residências: 44

Com informações: Defesa Civil Lages

%d blogueiros gostam disto: