quarta-feira , junho 28 2017
Home / Festa Pinhão

Festa Pinhão

Parecia festa infantil de tão sossegada

A Polícia Civil divulgou relatório de atividades durante a 29ª Festa Nacional do Pinhão. Foram 10 dias de presença ostensiva, inclusive com delegacia própria dentro do Parque Conta Dinheiro, mas o que surpreende mesmo é o baixíssimo numero de ocorrências, dando impressão de uma “festa infantil”, de tão sossegada.

Em resumo:

12 celulares furtados

05 Ameaças

01 Via de fato

Senão vejamos:

Durante a festa os trabalhos policiais foram concentrados na Delegacia de Polícia do Parque, Central de Polícia e Divisão de Investigação Criminal, sendo que nos 10 dias de festividade passaram pelo parque milhares de pessoas.

Reforço

Houve o deslocamento de policiais civis da 8ª Região Policial para Lages, com o intuito de reforçar o contingente, perfazendo uma cobertura maior no território.

60 policiais civis

O efetivo total de policiais girou em torno de 60 (sessenta) policiais civis, sendo que diariamente foi efetuado rodízio com efetivo de 15(quinze policiais) policiais aproximadamente, somados aqueles nos três setores envolvidos.

 

Fonte: Polícia Civil/8a. DRP

Delegada Luciana Rodermel

Havia necessidade de carrinhos de golfe?

Ninguém é contra ter uma visão de cidade grande, de mega evento, ou de qualquer outra modernidade recorrente. O fato, sobre os tais carrinhos de golfe que levavam e traziam as pessoas ao backstage, é que “podam” sim, a circulação desse público no parque como um todo.

E ninguém é “neném” ou nasceu ontem: Essa “poda” é proposital! Assim, fica claro que temos dois eventos: um dentro do Backstage e outro fora.

E a NOSSA Festa do Pinhão é um todo! Um todo que tem 29 anos, e não apenas quatro! Portanto, vale começar a abrir bem os olhos e perceber que o montante principal da festa está fora dos portões elitizados do Backstage.

Não fosse assim, não teria havido uma corrida desesperada de distribuição de “pulseirinhas de ouro” na noite de quinta, fazendo com que os “mortais” que estavam fora, pudessem atravessar o portal “encantado”.

Tudo isso porque o Backstage estava vazio! Portanto, calçar as sandálias da humildade, é por vezes um ato de necessidade.

E nesse caso, está impresso na sandália: A Festa do Pinhão é de Lages! Do povo lageano!

Seja a pé ou em carrinhos de golfe…

 

Fonte: Coluna Débora Bombilio/CL, 22 junho 2017

Gastronomia da Festa dá cobertores para atingidos

Atingidos pelas enchentes receberão cobertores dos operadores de gastronomia da Festa do Pinhão

Representantes dos mais de 40 boxes de alimentação e bebidas instalados no Parque de Exposições Conta Dinheiro reuniram-se para compra de 100 cobertores. Os revendedores de comidas e bebidas no parque se organizaram e destinaram parte de seus lucros para a compra de 100 cobertores com o objetivo de chegar às famílias necessitadas.

Segundo o diretor da ArtGrupo, Estevan da Silva, cerca de R$ 3 mil foram arrecadados com os vendedores para a compra dos cobertores que foram entregues na tarde desta terça-feira (20) na Fundação Cultural para o superintendente Gilberto Ronconi. Na ocasião, Jean Lisboa, também da Artgrupo, formalizou a entrega.

 

Foto: Fabrício Furtado/FCL

A Festa é nossa, mas precisa deselitizar

Não precisamos de uma festa com tanta frescura, ao ponto de ter carrinhos de golf para levar a elite para o backstage em carrinhos de golf e depois do show trazer de volta, sem dar sequer uma voltinha pelos boxes de gastronomia

Personalidades

Esse pessoal entra e sai dos camarotes sem sequer gastar um centavo dentro do Parque, são tratados como personalidades de uma outra festa, como se fosse uma Villa Mix. Esse é um dos motivos do ingresso para o povão ser tão caro.

Parte cultural

Precisamos sim que a Prefeitura assuma definitivamente a parte cultural dentro do Parque, já que a Gaby se preocupa apenas em elitizar e ganhar dinheiro. No meu entendimento a festa ta muito “cheia de frescura”.

Coisas nossas

Tenho saudade dos bailões na Casa da Tradição, no Palco Nativista, da Rua da Paquera, da Gaudence, do Café Pinhão, enfim… das coisas da terra. Hoje é um tal de backstage, DJ fulano, camarote vip, e muitas outras coisas que o lageano sequer tem acesso.

Palco Alternativo

Não. A festa é nossa, e que a Fundação Cultural assuma toda essa parte de cultura, de shows nativistas, de Sapecada, de Pavilhão Cultural, e principalmente traga de volta o Palco Alternativo (que saudade).

Fogos

Afinal, a Fundação já cuida da Saúde, do policiamento militar, da Sapecada, da infraestrutura, do Meio Ambiente, da Realeza, etc, etc, etc. E que a Prefeitura retome o controle, pois até o pedido do prefeito Ceron para não ter fogos não foi atendido (que feio).

Camarotes

Aliás, é pertinente reproduzir a reclamação de um grande empresário de Joaçaba, e integrante da CDL daquela cidade. Senão vejamos:

Festa do Pinhão destaque no site TRT World

O repórter Michel Fox, do site de notícias internacional TRT Word esteve na Festa do Pinhão, no sábado, 17 de junho, quando fez uma matéria especial, com transmissão ao vivo.

Diz a matéria:

No sul do Brasil, centenas de milhares de pessoas estão enfrentando temperaturas quase congelantes para celebrar um dos eventos anuais mais importantes da região – o festival Pinhao que celebra o pinheiro do país sul-americano.

Isso ocorre quando as árvores de Araucária – onde as nozes são cultivadas – estão sendo derrubadas pelo desmatamento.

 

Fonte: TRTWorld e agências

A 29a foi maravilhosa, a 30a será ainda melhor 

Lageanos, turistas e as belas soberanas se despedem da 29ª Festa Nacional do Pinhão. Mas a 30ª edição já tem data marcada: será de 25 de maio a 03 de junho de 2018.

E o agradecimento especial da #BM3 Comunicação Criativa à Gaby Eventos na pessoa do seu diretor Beto Ody, à GDO (Lauri Schemes), e a Fundação Cultural e o presidente da Comissão Organizadora, Giba Ronconi, pela maior de todas as festas.

Foto: Marcelo Pakinha

Imagens: Marcelo Vargas

Marília Mendonça, para lotar o Parque no último dia

Sofrência e sertanejo encerram a Festa do Pinhão, em Lages, neste domingo 

A ultima noite da Festa Nacional do Pinhão deve repetir a lotação máxima da quarta-feira, pois tem uma das atrações mais aguardadas em Lages, a “rainha da sofrência”, Marília Mendonça.

Com 22 anos de idade e o primeiro disco lançado há apenas dois, Marília Mendonça é outro fenômeno recente da música nacional. Com sucessos como “Infiel”, “De quem é a culpa?” e “Eu sei de cor”, ela vem a Lages pela primeira vez e promete um show histórico.

Henrique & Juliano

Quem também sobe ao palco é a dupla Henrique & Juliano, de volta à Festa do Pinhão e que promete fazer os corações apaixonados derreterem com “A vidinha de balada”. Pelo terceiro ano consecutivo no evento, eles trarão os grandes sucessos como “Cuida bem dela”, composta por Marília Mendonça, “A flor e o beija flor”, “Na hora da raiva”, “Como é que a gente fica” e “Colecionando bobo”.

A última noite da Festa do Pinhão terá ainda o show do lageano Edson Augusto, que faz sucesso com canções sertanejas em Santa Catarina e outros estados como Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul. No Palco Nativista, as atrações ficam por conta de Reginaldo Farber, Os Ponchianos, Walther Morais e Criado em Galpão.

Catarinas Comunicação

Fotos: Divulgação

Irreverências no Cabaré e tietagem com Ratinho

Eduardo Costa e Leonardo rasgaram elogios a Lages, dizendo que querem voltar sempre. Já Ratinho disse que foi sua primeira vez na cidade que ouve tanto falar

Para desespero de um único cidadão lageano e para satisfação geral, eles voltaram à Festa, pois na noite de sexta-feira o publico foi brindado com a nova versão de um dos maiores shows da atualidade – Caberé, com Leonardo e Eduardo Costa.


E a dupla não perdoou os impropérios disparados por Sérgio Godinho nas redes sociais, inclusive dizendo que iria processar o show, devido as brincadeiras feitas pela dupla e as piadas um tanto quanto “pesadas”.

São tantas coisas…

Ao cantarem a música de Roberta Miranda “São tantas coisas”, Eduardo Costa não perdoou e lascou: “são tantas coisas que tem platéia contra e a favor”.

Clássicos

O show Cabaré é marcado pela interpretação de grandes clássicos sertanejos, desde Boate Azul até Eu tive um Amor. Por isso mesmo o público canta junto, pois conhece as letras ou os refrões das músicas, que fazem parte da vida de cada um.

Carlos Massa (Ratinho)

O detalhe foi a presença do apresentador Carlos Massa (Ratinho), do SBT, que só perde para Silvio Santos em carisma junto ao público. E não foi diferente a sua presença, tanto na abertura do show, quanto a tietagem, inclusive do prefeito Ceron e da esposa Salete.

Mais selfies

Até a BM3 não resistiu e por deferência do diretor da GDO, Lauri Schemes, também fez questão de uma selfie, para eternizar o momento.

Fotos: Nilton Wolff e #BM3 Comunicação Criativa

Entrevero do Moha abre a Festa neste sábado 

Um dos principais festivais de música eletrônica de Santa Catarina está na 29ª Festa Nacional do Pinhão, em Lages

O Moha Festival ocorre neste sábado, dia 17, das 16h à meia-noite, no Backstage Brahma do Parque de Exposições Conta Dinheiro.

Quem chegar mais cedo encontrará o receptivo Red Bull com o welcome drink e cervejas Brahma, além de usufruir do conforto de carrinhos de golfe que farão o transporte exclusivo do público até o check-in do backstage. O serviço open food será das 16h às 18h.
O ambiente este ano promete agradar ao público mais exigente, com decoração vermelha e luzes brancas. O backstage apresente estética vintage para quem quer dançar a noite toda ao som dos principais DJs da cena eletrônica.
A principal atração da noite é o DJ e produtor francês Arno Cost, que trará um setlist diferenciado para animar o público do Moha Festival.

Catarinas Comunicação

Foto: #BM3 Comunicação Criativa

O novo som sertanejo dos Anjos de Plantão, no Recanto

Surgida numa Festa do Pinhão, nos idos de 2009, a banda lageana Anjos de Plantão é hoje um dos grandes nomes da música sertaneja.

E para animar o grande público do Recanto do Pinhão, a banda foi programada justamente para esta sexta-feira, 16, quando os turistas estão chegando na cidade, como aconteceu na véspera do feriado.

No palco, Rafael Marcos, Gabriel Roberto, Neori Rafael, Solani José e João Ricardo, fazendo o maior sucesso.

Fotos: #BM3 Comunicação Criativa

Renda dos boxes do Recanto mantém entidades

Renda gerada no Recanto do Pinhão auxilia entidades filantrópicas

A gastronomia é um dos pontos fortes do Recanto do Pinhão Aracy Paim. Pratos feitos à base de pinhão, pastel, cachorro quente, doces, quentão, ponche. Tudo fresquinho, feito na hora e com preços acessíveis.

O que também chama a atenção dos moradores e de turistas é que os boxes são geridos por entidades filantrópicas do Município. Toda a renda daquilo que é comercializado nos espaços fica para as entidades e representa a maior fonte de arrecadação no ano.

Dar uma “passadinha” no Recanto antes de ir para a Festa no Parque Conta Dinheiro é parada obrigatória.

Escolha a sua entre: Lions Clube Copacabana, Grupo Garra, Cáritas Diocesana, Associação Serrana dos Deficientes Físicos, Associação dos Deficientes Visuais do Planalto Serrano.

 

Foto: divulgação

O Silêncio e a Campereada, na voz de Luiz Marenco vence Sapecada 


O público aplaudiu e cantou junto com Luiz Marenco, antevendo o resultado final da 25a. Sapecada da Canção Nativa 

Resultado completo

1º lugar: O Silêncio e a Campereada

Letra: Sergio Carvalho Pereira

Música: André Teixeira/Ricardo Comassetto

Intérprete: Luiz Marenco

2º lugar: La D’Onde eu Venho
Letra: Rogério Villagran

Música: André Teixeira

Intérprete: André Teixeira

3º lugar: Nos Campos do Amaricá

Letra: Gujo Teixeira

Valério Teixeira

Música: Cristian Camargo

Intérpretes: Joca Martins e Rogério Melo

Música Mais Popular: Memoriais da Nossa Origem

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues

Música: Daniel Silva

Intérpretes: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Melhor Intérprete: Pirisca Grecco, com Saudade é Fundo de Campo

Melhor Instrumentista: Juan Losano Carrera (quenna), com Rancho de Barro

Melhor Letra: O Silêncio e a Campereada

Letra: Sergio Carvalho Pereira

Música: André Teixeira

Ricardo Comassetto

Intérprete: Luiz Marenco

Melhor Tema sobre a Região Serrana: Memoriais da Nossa Origem

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues

Música: Daniel Silva

Intérpretes: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

.

.
Fotos: Marcelo Vargas

#BM3 Comunicação Criativa

Marenco na Sapecada, como se fosse a primeira vez

Das 25 edições da Sapecada, um dos maiores nomes da música nativista do país, Luiz Marenco conta feliz que participou de 23. A revelação foi feita no sábado (03), no show de abertura do Recanto do Pinhão.

É que ao soltar a voz para interpretar uma das concorrentes (O Silêncio e a Camperiada), demonstrou mais uma vez porque é tão admirado pelos fãs. Ele simplesmente foi às lágrimas, como se fosse a primeira vez num palco.

 

Fotos: Nilton Wolff / O Goleador

#BM3 Comunicação Criativa

As 16 que disputam o maior festival nativista do Brasil 

De acordo com participantes e organização, a Sapecada da Canção Nativa é hoje o maior festival do país 

Os jurados classificaram as 16 composições que retornam ao Palco Nativista para a grande final da 25ª Sapecada da Canção Nativa, nesta terça-feira (13), a partir das 21 horas. 

Neste ano estão sendo celebrados os 25 anos de Sapecada com uma série de homenagens aos músicos que mais se venceram no festival.


Classificadas para a final:

1- CAMINITO DE LEÑERO

AUTOR DA LETRA: EVAIR SUAREZ GOMEZ

AUTOR DA MÚSICA: LEONEL DA SILVA GOMEZ

RITMO: CHIMARRITA

2- CANTILENA

AUTOR DA LETRA: RAFAEL DE OLIVEIRA FERREIRA

AUTOR DA MÚSICA: KIKO GOULART

RITMO: MILONGA

3- LÁ D´ONDE EU VENHO

AUTOR DA LETRA: ROGÉRIO VILLAGRAN

AUTOR DA MÚSICA: ANDRÉ TEIXEIRA

RITMO:CHAMAMÉ

4- MALICIOSA

AUTOR DA LETRA: ROGÉRIO VILLAGRAN

AUTOR DA MÚSICA: ROGÉRIO VILLAGRAN

RITMO: RASGUIDO

5- NOS CAMPOS DO AMARICÁ
AUTOR DA LETRA: GUJO TEIXEIRA – VALÉRIO TEIXEIRA

AUTOR DA MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO

RITMO: CHAMAMÉ

6- O SILENCIO E A CAMPEREADA

AUTOR DA LETRA: SÉRGIO CARVALHO PEREIRA

AUTOR DA MÚSICA: RICARDO COMASSETO E ANDRÉ TEIXEIRA

RITMO: MILONGA

7- PEALAÇÃO

AUTOR DA LETRA: RAFAEL DE OLIVEIRA FERREIRA

AUTOR DA MÚSICA: MAICON DE OLIVEIRA

RITMO: VANEIRA

8- POTRILHO, POTRO E PINGAÇO

AUTOR DA LETRA: EVAIR SUAREZ GOMEZ

AUTOR DA MÚSICA: JULIANO GOMES

RITMO: CHAMARRITA

9 – PROSA DE GALPÃO

AUTOR DA LETRA: ÉRLON PÉRICLES

AUTOR DA MÚSICA: ÉRLON PÉRICLES

RITMO: MILONGA

10- RANCHO DE BARRO

AUTOR DA LETRA: XIRU ANTUNES

AUTOR DA MÚSICA: KIKO GOULART

RITMO: CANÇÃO

11 – SAUDADE É FUNDO DE CAMPO

AUTOR DA LETRA: GUJO TEIXEIRA

AUTOR DA MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO

RITMO: TOADA

12 – VENENO

AUTOR DA LETRA: LISANDRO AMARAL

AUTOR DA MÚSICA: ROBERTO LUZARDO

RITMO: ZAMBA

Estas músicas se unem as vencedoras da 17ª Sapecada da Serra Catarinense para a disputa do título:

“Flor do Bem Querer”

Interprete: Ricardo Oliveira

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva

Moça

Intérprete: Quarteto Coração de Potro

Música e letra: Kiko Goulart

“Memoriais da Nossa Origem

Intérprete: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigu

“Cocho de Sal”

Intérprete: Alberto Ventura

Música: Alberto Ventura

Letra: Ramiro Amorim


.

Fotos: Marcelo Pakinha e Marcelo Vargas / #BM3 Comunicação Criativa