quinta-feira , junho 22 2017

Cerrito pede socorro, pois está isolado do mundo

O vice-prefeito de São José do Cerrito, Moacir Ortiz, relatou ao jornalista Paulo Chagas o drama que o Município está vivendo em função do deslizamento gigante na BR 282, e que interrompe o trânsito no local

Foto: Águia4. Segundo Denit, expectativa de somente na próxima semana liberar uma pista

Sem médicos

Segundo ele, o Cerrito além da situação de emergência decretada está vivendo um caos social, ou seja, não há atendimento médico, pois, os profissionais são de Lages e não podem passar.

Sem aulas

Além disso, os ônibus escolares que transportam alunos e universitários estão parados. Aliás, as aulas no município estão ainda suspensas, Já os acadêmicos não podem se deslocar à Lages.

Comércio parado

Há também a grave situação do comércio que não está vendendo nada, e sofrendo com o desabastecimento. Os bancos locais, como do Brasil, estão fechados por falta de dinheiro, assim como, a agência dos Correios.

Famílias isoladas

No interior são inúmeras as famílias isoladas devido às pontes destruídas pela força das águas. Enfim, por alto, calcula-se um prejuízo acima de R$ 5 milhões de reais.

Sem dinheiro no comércio

Alternativas poderiam ser buscadas. Quem sabe o helicóptero Águia 4 possa ajudar a comunidade no abastecimento de dinheiro, e no transporte dos médicos. Sem falar, nas pessoas que precisam ser transferidas para Lages devido a problemas graves de saúde, e não conseguem.

Pedido de socorro

Outro dia, diante da extrema gravidade, um paciente foi transportado de maca em meio à lama. Um veículo trouxe até o deslizamento, e outro pegou. São situações extremas e que merecem atenção. São José do Cerrito, pede socorro!

Marenco na Sapecada, como se fosse a primeira vez

Das 25 edições da Sapecada, um dos maiores nomes da música nativista do país, Luiz Marenco conta feliz que participou de 23. A revelação foi feita no sábado (03), no show de abertura do Recanto do Pinhão.

É que ao soltar a voz para interpretar uma das concorrentes (O Silêncio e a Camperiada), demonstrou mais uma vez porque é tão admirado pelos fãs. Ele simplesmente foi às lágrimas, como se fosse a primeira vez num palco.

 

Fotos: Nilton Wolff / O Goleador

#BM3 Comunicação Criativa

Acadêmicos Engenharia Unifacvest na Baesa

No último fim de semana, os acadêmicos da 5ª e 6ª fase de Engenharia Ambiental e Sanitária fizeram uma visita técnica à Usina Hidrelétrica de Barra Grande (Baesa), no leito do Rio Pelotas, na divisa entre os municípios de Anita Garibaldi (SC) e Pinhal da Serra (RS).

A aula prática integrou o cronograma da disciplina de Energias Alternativas. Os acadêmicos conheceram os detalhes da megaestrutura que gera 690 megawatts de energia elétrica (quantidade suficiente para abastecer 24% dos municípios catarinenses e 18% das cidades gaúchas).

 

Comunicação Unifacvest

Prefeito Urupema indignado custos e situação obras recebidas

Prefeito de Urupema indignado com atuação de empreiteiras e descaso com dinheiro público

Rodoviária

As fortes chuvas que caíram nos últimos dias trouxeram à tona problemas graves em diversas obras inauguradas em um passado recente. O prefeito de Urupema Evandro Frigo Pereira assumiu a administração em janeiro deste ano e encontrou diversos problemas nestas obras.

Centro de Eventos

– As avarias apareceram inclusive em obras inauguradas que não estão em uso, como a rodoviária. Nas licitações diversas empresas “aventureiras” baixam demais o valor para ganhar a licitação, executando serviço de baixa qualidade, comprometendo as edificações.

Escola Cedro

A execução dos serviços de má qualidade acarretou em infiltração, goteiras, pinturas mal executadas, rachaduras entre outras, comentou.

Mirante

O investimento total nas obras (totalizando sete) são de aproximadamente R$ 2,1 milhões:

-Rodoviária – R$ 180 mil

-Centro de Eventos – R$ 434 mil

-Nova creche – R$ 619 mil

-Casa do Agricultor – R$ 130 mil

-Escola Bossoroca e Escola Cedro – R$ 573 mil

-Mirante Morro das Torres – R$ 243 mil

Nova creche

Fotos: divulgação

Diálogos imaginários entre Ministro e Deputado

No flagrante do jornalista Tarcísio Poglia na manhã de segunda-feira no Aeroporto Federal Antonio Correia Pinto, mais uma cena memorável, onde podemos imaginar o seguinte “diálogo imaginário”, além da dúvida do secretário Clayton Bortoluzzi, que ficou “matutando”:

Ministro Helder Barbalho – Pelo que posso deduzir, tem um problema que é o Rio Caveiras, e podemos mudar seu curso…

Deputado Gabriel Ribeiro – Sim, um problema, mas não se muda o curso, como o Lula fez com o São Francisco…

Diálogo imaginário entre Ceron e Hampel

As enchentes da primeira semana de junho fizeram “coisas do arco”, como até um encontro casual entre o prefeito Antonio Ceron e Hampel Vieira, que assumiu cargo na Defesa Nacional em Brasília. Hampel tem se manifestado dizendo que o prefeito Ceron não tem mandado projetos para ele, que agora poderia ajudar Lages, diferente dos quatro anos que esteve na prefeitura.

Imaginamos o diálogo imaginário assim:

– Ceron: já sobrevoamos o Rio Caveiras para avaliar retificações e vamos precisar de recursos do governo federal. Você pode ajudar?

– Hampel: Precisamos de projeto, pois sem projetos não dá pra fazer nada…

 

Foto: Marcelo Vargas/#BM3

Inter de Lages comemora 68 anos com festa no Recanto do Pinhão

Hino do Internacional Esporte Clube, Lages SC 

No dia 13 de junho

Nasceu meu querido esquadrão

Internacional

O clube do meu coração
Time lutador e varonil

Tem um lugar de honra

No esporte do Brasil
Vermelho e branco

Eternamente hei de ser

Nasci colorado

E colorado hei de morrer
Internacional lageano

És o mais querido da cidade

Avante Internacional

Pra mostrar que não tens rival

Comemoração no Recanto do Pinhão

Convocamos todos para comemorarmos juntos nesta terça-feira, (13) às 19h no Recanto do Pinhão, o 68° aniversário do glorioso Colorado Serrano. Contamos com todos os colorados, nosso Inter merece, VAMOS MOSTRAR A FORÇA DO POVAO COLORADO!

TODOS DE FURIA, 
TODOS DE INTER DE LAGES!

As 16 que disputam o maior festival nativista do Brasil 

De acordo com participantes e organização, a Sapecada da Canção Nativa é hoje o maior festival do país 

Os jurados classificaram as 16 composições que retornam ao Palco Nativista para a grande final da 25ª Sapecada da Canção Nativa, nesta terça-feira (13), a partir das 21 horas. 

Neste ano estão sendo celebrados os 25 anos de Sapecada com uma série de homenagens aos músicos que mais se venceram no festival.


Classificadas para a final:

1- CAMINITO DE LEÑERO

AUTOR DA LETRA: EVAIR SUAREZ GOMEZ

AUTOR DA MÚSICA: LEONEL DA SILVA GOMEZ

RITMO: CHIMARRITA

2- CANTILENA

AUTOR DA LETRA: RAFAEL DE OLIVEIRA FERREIRA

AUTOR DA MÚSICA: KIKO GOULART

RITMO: MILONGA

3- LÁ D´ONDE EU VENHO

AUTOR DA LETRA: ROGÉRIO VILLAGRAN

AUTOR DA MÚSICA: ANDRÉ TEIXEIRA

RITMO:CHAMAMÉ

4- MALICIOSA

AUTOR DA LETRA: ROGÉRIO VILLAGRAN

AUTOR DA MÚSICA: ROGÉRIO VILLAGRAN

RITMO: RASGUIDO

5- NOS CAMPOS DO AMARICÁ
AUTOR DA LETRA: GUJO TEIXEIRA – VALÉRIO TEIXEIRA

AUTOR DA MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO

RITMO: CHAMAMÉ

6- O SILENCIO E A CAMPEREADA

AUTOR DA LETRA: SÉRGIO CARVALHO PEREIRA

AUTOR DA MÚSICA: RICARDO COMASSETO E ANDRÉ TEIXEIRA

RITMO: MILONGA

7- PEALAÇÃO

AUTOR DA LETRA: RAFAEL DE OLIVEIRA FERREIRA

AUTOR DA MÚSICA: MAICON DE OLIVEIRA

RITMO: VANEIRA

8- POTRILHO, POTRO E PINGAÇO

AUTOR DA LETRA: EVAIR SUAREZ GOMEZ

AUTOR DA MÚSICA: JULIANO GOMES

RITMO: CHAMARRITA

9 – PROSA DE GALPÃO

AUTOR DA LETRA: ÉRLON PÉRICLES

AUTOR DA MÚSICA: ÉRLON PÉRICLES

RITMO: MILONGA

10- RANCHO DE BARRO

AUTOR DA LETRA: XIRU ANTUNES

AUTOR DA MÚSICA: KIKO GOULART

RITMO: CANÇÃO

11 – SAUDADE É FUNDO DE CAMPO

AUTOR DA LETRA: GUJO TEIXEIRA

AUTOR DA MÚSICA: CRISTIAN CAMARGO

RITMO: TOADA

12 – VENENO

AUTOR DA LETRA: LISANDRO AMARAL

AUTOR DA MÚSICA: ROBERTO LUZARDO

RITMO: ZAMBA

Estas músicas se unem as vencedoras da 17ª Sapecada da Serra Catarinense para a disputa do título:

“Flor do Bem Querer”

Interprete: Ricardo Oliveira

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva

Moça

Intérprete: Quarteto Coração de Potro

Música e letra: Kiko Goulart

“Memoriais da Nossa Origem

Intérprete: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigu

“Cocho de Sal”

Intérprete: Alberto Ventura

Música: Alberto Ventura

Letra: Ramiro Amorim


.

Fotos: Marcelo Pakinha e Marcelo Vargas / #BM3 Comunicação Criativa

Leoas enfrentam Criciúma no feriado e precisam ajuda

Um litro de leite é a contribuição pedida para manter o poderoso time das Leoas da Serra. Próxima partida será no feriado de quinta, contra o Criciúma

O projeto das Leoas da Serra, que tem em Lages um dos três melhores times de futsal do Brasil, inclusive com a atleta Amandinha, a melhor do mundo; e mantém escolinhas gratuitas para centenas de meninas cidade afora, precisa de ajuda.

Monitoras nas escolinhas

São 30 atletas que moram no alojamento das Leoas e trabalham como monitoras nas escolinhas, e as dificuldades financeiras decorrentes da crise econômica começam a dificultar a manutenção do time.

“Temos patrocinadores, a prefeitura nos ajuda dentro do que é possível agora que tem o Marco Regulatório, mas a crise fez diminuir a nossa receita, e isso compromete a manutenção da casa das atletas, com aluguel, luz, água, comida”, diz Gi Morena, presidente das Leoas.

Quinta-feira, 16h no Jones Minosso

Diante do quadro, as Leoas passarão a aceitar contribuições do público que frequenta os seus jogos. Nesta quinta-feira, feriado, o time Sub 20 joga no Jones Minosso contra o poderoso Criciúma, às 16 horas.

Um litro de leite

A entrada continua gratuita, mas as Leoas pedem a contribuição de quem puder ajudar, que leve um litro de leite para contribuir com o projeto. Quem não puder levar o litro de leite, continua sendo bem vindo no jogo.

É um bom programa para a tarde do feriado, e uma boa oportunidade de ajudar um projeto que só faz o bem.

 

#BM3 Comunicação Criativa

Jovens de Criciúma ajudam na reconstrução em Lages

Jovens do grupo Arca da Trilha da igreja Adventista (Criciúma) trouxeram um caminhão de donativos e vieram ajudar limpar residencias

Na manhã do ultimo sábado (10), um caminhão carregado de donativos chegou ao Ginásio Jones Minosso. Roupas, cobertores, material de limpeza, colchões e até uma cama foram trazidos de Criciúma para ajudar na reconstrução de quem perdeu tudo após as chuvas em Lages.

Jovens Adventistas

O caminhão partiu de Criciúma na madrugada de sábado, em comboio com outros quatro carros.  Neles, estavam 13 jovens do grupo Arca da Trilha da igreja Adventista. Eles, juntamente com integrantes da Cruz Vermelha, fizeram a arrecadação durante a semana e vieram a Lages para, além de fazer as entregas, auxiliar na limpeza das residências atingidas pelas inundações.

Mãos à obra

A maior parte dos donativos foi descarregada no ginásio Jones Minosso. De lá, o grupo, munido com vassouras, rodos, baldes, mangueiras e material de limpeza, seguiu para o bairro Habitação. Em apenas uma tarde, eles auxiliaram na limpeza de três casas, que ficam perto do rio Carahá. Por lá, a água que chegou na altura do forro, entrou na geladeira, no fogão e nos armários.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Fotos: Keltryn Wendland

Algo mais no ar que simples aviões de carreira

Poucas vezes se viu o Aeroporto Federal Antonio Correia Pinto tão movimentado quanto na manhã desta segunda-feira. Pudera, pois estavam na cidade nada menos que dois ministros de Estado, o governador de SC e muitos prefeitos da região serrana.

Esperamos que num futuro próximo seja novamente assim e não apenas  o voo da Azul, no meio da tarde, sempre em companhia do Águia4.

 

Foto: Leomar Junior

#BM3 Comunicação Criativa

Bandas lageanas tomam conta do Palco Nacional

Desde as primeiras edições da Festa Nacional do Pinhão, as programações sempre contaram com artistas locais. Nesse ano, a segunda-feira (12) e terça-feira (13) acontecem os dias de shows com artistas locais no palco nacional na Festa Nacional do Pinhão.

Um dos destaques é a banda Kamuflagem, conhecida por apresentações no bar 900 Executivo e pelas incursões nacionais, quando se mudaram para Belo Horizonte nos anos 90. A banda encerrou as atividades em 1999 e os integrantes partiram para outros projetos. Em 2014, a Kamuflagem volta aos palcos na própria Festa Nacional do Pinhão.

“valorizar os nossos artistas é uma premissa do prefeito Ceron e estamos atendendo essa demanda junto com os organizadores da Festa. Conseguimos ocupar dois dias da programação oficial no Palco Nacional com sete grupos da cidade”, comenta Giba Roconi.

Shows desta segunda e terça

Palco Nacional – 12 de junho:

21h – Leandro Marx

22h – Madeira de Lei

23h – Paulinho Benthien e amigos

00h – Kamuflagem

13 de junho

21h – On the Road

22h – Código 8

23h – Gilmar Goulart

00h – Reggae Brasil

 

Foto: divulgação

Ceron pede 10 milhões para recuperação enchentes

O prefeito Antônio Ceron entregou ao ministro da Integração Nacional Helder Barbalho uma cópia do relatório dos danos causados pelas enchentes da primeira semana do mês de junho. O relatório já havia sido protocolado na Defesa Civil Estadual na última sexta-feira (09), conforme determina a burocracia.

10 milhões

No levantamento dos prejuízos o valor foi de 10 milhões, incluindo recuperação de pontes, estradas e residências, dentre outros.

Por conta da situação o município decretou “Situação de Emergência”, e por solicitação do governador Raimundo Colombo chegaram no aeroporto na manhã desta segunda-feira dois ministros, Helder Barbalho da Integração Nacional e Osmar Teixeira, do Desenvolvimento Social e Agrário.

 

Imagens: Marcelo Vargas/#BM3

 

Muita gente e poucos projetos para dois ministros em Lages

A convite do governador Raimundo Colombo e do prefeito Antonio Ceron, nada menos que dois ministros chegaram a Lages na manhã gelada desta segunda-feira para sobrevoar as área atingidas pelas enchentes da primeira semana de junho.

Ministro Helder Barbalho, Integração Nacional

Com o governador chegaram o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra

Projetos

O curioso foi a presença de muitas pessoas, como prefeitos e vereadores da região serrana e muitos pedidos de recursos, já quem as enchentes causaram danos consideráveis na malha viária dos municípios e nas pontes, além dos estragos nas escolas.

Fotos: Pablo Gomes,, Marcia Kuster e Marcelo Vargas

Flor do Bem Querer vence 17ª Sapecada da Serra Catarinense

Depois de uma noite memorável, o público que lotou a Arena Nativista conheceu os vencedores da 17ª Sapecada da Serra Catarinense, nesse domingo (11). 

Classificadas para Sapecada Nacional 

Quatro canções foram classificadas para participarem da grande final da fase nacional do festival, na 25ª Sapecada da Canção Nativa, que será realizada nesta terça-feira (13).

Campeã 

A valsa “Flor do Bem Querer”, interpretada por Ricardo Oliveira, com música e letra de Daniel Silva, ficou em primeiro lugar. 
Segunda colocada 

A milonga “Moça”, interpretada pelo grupo Quarteto Coração de Potro e letra a música de Kiko Goulart conquistou a segunda colocação.

Terceiro lugar 

Em terceiro lugar, a toada “Memoriais da Nossa Origem”, interpretada por Daniel Silva e Zetti Gaudéria, com música e letra de Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues. 

Mais popular

Esta composição também venceu o quesito canção Mais Popular, se credenciando para voltar na terça-feira (13), na final da 25° Sapecada da Canção Nativa.

Quarta colocada

Com este resultado, os jurados então decidiram contabilizar os votos classificando uma das composições para o quarto lugar, que acabou ficando para a vaneira “Cocho de Sal”, interpretada por Alberto Ventura Neto, que é também o responsável pela música, com letra de Ramiro Amorim. Assim, eles voltarão na terça-feira (13), disputando na fase nacional, juntamente com as demais.

Lista completa dos vencedores:

1° lugar e Melhor Melodia: “Flor do Bem Querer”

Interprete: Ricardo Oliveira

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva
2° lugar e Melhor Conjunto Vocal: “Moça”

Intérprete: Quarteto Coração de Potro

Música e letra: Kiko Goulart

3° lugar; Mais Popular e Melhor Tema sobre a Serra Catarinense: “Memoriais da Nossa Origem”

Intérprete: Daniel Silva e Zetti Gaudéria

Música: Daniel Silva

Letra: Daniel Silva e Iradi Chaves Rodrigues

Melhor Intérprete: Ricardo Oliveira

Composição: “Flor do Bem Querer”

Melhor Instrumentista: Alvaro Neves

Composição: “Baito”

Melhor Letra: Kiko Goulart

Composição: “Moça”

Melhor Arranjo: “Corredor e Seus Assombros”

Música: Zetti Gaudéria

Melhor Tema Campeiro: “Cocho de Sal”

Música: Alberto Ventura Neto

Letra: Ramiro Amorim

.

.

Fotos: Marcelo Pakinha