Compartilhe

Os professores tem 45 dias de férias e recebiam 1/3 sobre 30 agora é sobre 45 dias. A continuar assim, um dia a barrosa seca…

Justamente o Sindicato dos Professores de Lages entrou na Justiça pedindo o “terço constitucional” sobre 45 dias de férias, e não sobre os 30 dias, como para qualquer trabalhador. Ou seja, além de 45 dias de férias, ainda ganharam mais uma “lambuja”, que é o 1/3 das férias agora reforçado para 45 dias.

E o TJ concedeu o pedido, que fatalmente será pago com o dinheiro pago pelos impostos dos lageanos, já que os recursos sairão do cofre do município, evidentemente.

O benefício abrange todos os professores regentes, e agora o sindicato irá orientar os associados que têm direito ao benefício, sobre a tramitação necessária para o recebimento dos valores provenientes da ação.

 

Foto: divulgação

#BM3ComunicaçãoCriativa

8 COMENTÁRIOS

  1. Caro Barão, existem várias despesas que certamente podem ser excluídas ou reduzidas. Agora quanto a remuneração e/ou benefícios de professores e educação, sempre apoiarei, afinal são eles os responsáveis pela formação de todas as profissões. Vivemos pedindo melhores remunerações para essa categoria e mais investimentos e quando acontece as pessoas acham ruim. Para esse tipo de coisa eu não ligo dos meus impostos serem usado.

  2. Acredito que a “barrosa” não secaria se os cargos de puxa sacos e baba ovos fossem extintos! O valor gasto com estes é bem maior que o salário dos professores e de muitos outros funcionários da prefeitura que cumprem seu horário como previsto em lei e trabalham de fato!

  3. É por esse tipo de opinião, como a de Milton Barão, que o nosso Brasil não vai para frente. Que vergonha! E isso não se chama “lambuja”, caro Barão. Chama-se direito!!!

  4. Há outros assuntos mais relevantes…Essa é uma luta da categoria, assim como qualquer profissional pode lutar pelo que é seu de direito e o senhor como não tem o que falar e o que publicar fica colocando ponta, não é dinheiro roubado do povo e sim um dinheiro de luta com dignidade, faça me o favor trabalhe mais e fale menos do profissional que acordava todo dia cedo e muitas das vezes chegava tarde pra te passar o mínimo de conhecimento sem o devido reconhecimento…se VC chegou onde está teve o apoio de um professor, se sabe ler e escrever teve uma base que foi o seu professor…elogie mais e critique menos…esse é o país que queremos pessoas para engrandecer, respeitando e valorizando o próximo, pelo visto o senhor jamais terá ou será uma pessoa altruísta e sim egoísta…

  5. Senhor Barão acredito que se a classe de professores ganharam a causa é porque tinham direito a este beneficio. Nada mais, nada menos que justiça sendo feita. Educação e saúde pra mim são prioridades. Investimentos e direitos adquiridos é a melhor opção.

  6. Seu MIlton Barão, se houve uma aprovação da justica é sinal que há o direito, então por favor não venha falar besteiras, fica até frio para o senhor. Questione gastos desnecessários, mas nunca gastos com educação, porque educação é investimento. Agradeça a está classe tão desvalorizada, pois foi por ela que hoje você escreve, foi por ela que milhares de vida foram transformadas. Não seja fútil e mesquinho sua condição como alguém que escreve para pessoas não lhe permite ser assim, tão pobre de pensamento. Professores vocês merecem respeito!!!!Não me importo que meus impostos pagos como cidadão se destinem a esses fins, é justo.Obrigado professores por tudo que fizeram por mim, meus filhos e pela sociedade. Me polpe seu Barão!!!!

  7. Observando esta sua publicação vejo que estamos em um mundo meio louco mesmo, as pessoas já não sabem nem o que estão falando, pouco observam ao seu redor. Caro Barão, devemos estar bem informados enquanto cidadãos, talvez por isso, muitos de nós lageanos, viemos atrás da informação diária pelos blogs da cidade, dando prestígio aos profissionais da mesma, e mostrando interesse pelo seu trabalho e dos demais, agora cuidado em suas postagens, não é a primeira e nem será a última com certeza das bobagens que o senhor escreve. Nós professores exigimos respeito e profissionalismo, porque se hoje o senhor é visto como profissional JORNALISTA foi graças a um de nós que lhe deu o conhecimento. Para concluir, (porque colegas acima já descreveram um pouco do que poderia lhe escrever), precisamos sim ter muito mais GASTOS com a EDUCAÇÃO mas pelo que lemos, para o senhor não seria necessário não é mesmo?!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here