Compartilhe

A Semana Nacional de Conciliação acontece de 05 a 09 de Novembro, das 13h às 17h30min no Fórum Nereu Ramos

Hoje em dia, ao invés de ir na farmácia para comprar remédio para dor de cabeça, as pessoas estão condicionadas a irem no Judiciário para resolver a questão. É a chamada judicilialização da saúde, comentou o Dr Silvio Orssatto, na coletiva de lançamento da Semana Nacional de Conciliação, que acontece a partir de 5 de novembro.

Juizado de Pequenas Causas

Uma forma de agilizar soluções no Judiciário, na Constituição de 1988 criou-se o Juizado Especial (Pequenas Causas), que em SC tem se mostrado extremamente ágil na solução de conflitos.

Ele trata de questões até 20 salários mínimos (sem advogado) e de 20 a 40 SM (com advogado) e não tem custas até a decisão e 1ª Instância.

Time de conciliadores voluntários

“E em Lages as soluções são mais rápidas ainda, graças a colaboração de pessoas voluntárias, que formam um time de conciliadores”, destacou o magistrado.

Exemplo de agilidade

Dr Silvio contou um caso que tipifica essa agilidade: uma pessoa que foi vítima de acidente, ouviu no rádio a informação da Conciliação e foi até o Fórum. Lá fez o acordo com a Seguradora e saiu com o cheque indenizatório de R$ 8 mil na mão”.

 

#BM3ComunicaçãoCriativa

1 COMENTÁRIO

  1. Não é que as conciliações deem certo, muitas vezes o cidadão possui um valor de 10.000 para receber e se você dá 6.000 a vista ele aceita, esse é o mote das conciliações, há uma espécie de deságio muito grande e que beneficia o devedor e deve demorar mais se o recebedor quiser receber sua dívida total.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here