Em coletiva com o delegado Sergio Roberto de Souza, delegada regional Luciana Rodermel e diretor de Polícia do Interior Fabiano Rizzati, foi apresentado o resultado da operação PERDA TOTAL, que desmantelou uma organização criminosa que atuava em Lages e Caxias do Sul e contava com a participação de um policial civil lotado na 2ª DP, Marcos José dos Santos

 

A operação PERDA TOTAL, da Polícia Civil de Lages, com apoio do Gaeco e IGP, teve início em maio de 2018, investigando uma organização criminosa que agia em Lages e Caxias do Sul.

Um policial civil da 2ª DP

 

A quadrilha era especializada no furto de veículos, na adulteração e na adulteração, “e para tanto, contava com ajuda de um policial civil lotado na 2ª DP de Lages, o Marcos José dos Santos, que foi preso hoje. No tal foram sete pessoas investigadas, sendo que cinco delas foram presas hoje: Cesar Augusto Correia da Silva, Clecir Joel Martins Barbosa, Oswaldo Kunk dos Santos Junior (não foi preso), Ademir Campos Socrepa (não foi preso), Valdori José Madruga, Magno dos Santos e Bruno Correia dos Santos”, disse o delegado Sérgio Roberto, na coletiva.

 

9 veículos

 

Durante os trabalhos de investigação foram recuperados nove veículos. Hoje com os mandados de busca e apreensão, a força-tarefa policial recolheu armamento.

Delegado Sérgio Roberto de Souza

Afastamento do policial

 

O delegado Sérgio Roberto de Souza informou na coletiva que o policial investigado, Marcos José dos Santos foi afastado, de acordo com decisão da Juíza. “Esse policial se utilizava de acesso e no sistema de segurança pública, onde ele consultava, inseria dados e recolhia informações para a quadrilha”, disse.

 

Oficina e Garagem

Delegda Regional Luciana Rodermel

 

Dois dos investigados tinham estabelecimentos comerciais, uma oficia e uma garagem. O Magno tinha uma garagem de automóveis localizada na Avenida Santa Catarina.

 

Funcionamento do esquema

 

“Os veículos eram furtados ou comprados em leilões, e depois adulterados na oficina e vendidos na garagem, sem passar pela vistoria”, esclareceu a delegada regional, Luciana Rodermel. São 11 veículos furtados, dos quais nove foram devolvidos aos legítimos proprietários.

 

Cortar na própria carne

Diretor de Polícia do Interior Fabiano Rizzati

Juntamente com o delegado Sérgio Roberto de Souza e a delegada regional Luciana Rodermel, participou da coletiva o delegado Fabiano Rizzati, diretor de Polícia do Interior. “Mais uma vez a Polícia Civil tem de cortar a própria carne no sentido de fazer a depuração de nosso quadro de policiais, pois toda informação ou denúncia de envolvimento de policiais, elas são devidamente investigadas, como foi este caso”, afirmou o diretor de Polícia do Interior.

Com informações: Polícia Civil de Lages

Reportagem de Marcelo Vargas e Jotta Damasceno para (ImagemTV e Blog do Barão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here