Compartilhe

A Celesc participou de reunião no Ministério Público de Santa Catarina, em Florianópolis, na última quinta-feira, 7, para prestar esclarecimentos, no inquérito civil, em torno das reclamações dos consumidores referentes a alta no valor das faturas de energia.

O MPSC solicitou que sejam realizadas aferições nas 1,2 mil unidades consumidoras, que registraram reclamações junto ao Procon. Em um período de dois meses, a Celesc vai verificar essas unidades consumidoras, a começar pelos que tiveram aumento absurdos nos valores da fatura e em seguida os de baixa renda.

Pesquisa

Por conta do “berro” geral dos consumidores, além das providencias asseguradas ao Procon Estadual e MPSC, a Celesc está procedendo a uma pesquisa, em um leitor do Blog recebeu, na manhã desta segunda-feira (11), em seu celular, o formulário para ser respondido.

Pesquisa não é da Celesc

Boa tarde amigo Barão!
 
Conforme conversamos por telefone, a pesquisa citada em seu Blog desta segunda-feira, 11, não é de autoria da Celesc. A empresa não faz esse tipo de pesquisa e em relação as faturas de energia, o assunto segue tratado no âmbito de inquérito civil pelo Ministério Público de Santa Catarina.
 
Abraços,
Rafael Vieira de Araujo
Agência Comunicaz a serviço da Celesc

 

 

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here