Compartilhe

Passou dos limites o sensacionalismo, se transformando na falta de respeito aos vivos e aos mortos, disse o prefeito Ceron na coletiva sobre a CPI da Saúde

O fato

A CPI pediu a relação dos óbitos nos últimos 4 meses. Na relação constava o nome da senhora X. Foi ligado para sua residência e ela atendeu.

Sensacionalismo

Foi o que bastou para um vereador correr para toda a Imprensa dizer que a CPI tinha o poder de ressuscitar mortos. O assunto foi para as rádios, para as páginas do jornal e para a televisão. Sempre com ironia, destacando a “ressurreição”.

Uma viva e uma morta

Na investigação feita pela Secretaria Municipal de Saúde, detectou-se tratar de duas pessoas com o mesmo nome e ambas terem consultado o PA. Só que uma morreu e a outra está bem viva, “e até atendeu ao telefonema da CPI”, explicou a secretária Odila Waldrich.

Gozação

“Tanto na TV, quanto no jornal e na rádio, o assunto descambou para a gozação e ironias, numa total falta de respeito com os vivos e os mortos”, finalizou o prefeito.

Explicação

A equipe de jornalismo da Rádio Clube se retirou da coletiva, alegando não ter mais perguntas. A repórter da NSC disse que no Bom Dia SC de sexta-feira seria feita nova matéria explicando o fato. O jornal Correio Lageano não se pronunciou e o presidente da CPI não se fez presente na coletiva.

Fotos: divulgação

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here