O planejador e estrategista Clayton deixa a Prefeitura para retonar ao Estado, enquanto João Alberto assume para cuidar do varejo (buracos). Fica faltando um secretário de Planejamento

Assim como foi difícil para Ceron “comprar” o passe de Clayton Bortoluzzi, que é lotado Deinfra, mas no governo de Colombo cuidava das obras do Fundam em todo o Estado, também foi difícil mantê-lo na Secretaria de Planejamento e Obras do Município.

Foi apenas dois anos, já que desde janeiro o secretário vinha negociando com Ceron seu retorno para a Capital, onde por sinal tem residência fixa.

João Alberto assume

João Alberto Duarte nem chegou a esquentar lugar como Diretor de Saneamento na Semasa, e já foi “intimado” pelo prefeito para assumir a Obras. Ceron vai ter de buscar um nome técnico para o lugar, devido a complexidade das exigências.

Ex-secretários de Obras

Até questionei uma ave emplumada do gabinete da necessidade de um engenheiro, ao que fui questionado dos últimos ocupantes. Ao que me respondeu: “na administração de Renatinho o secretário era Arnaldo Moraes, enquanto Joinha e depois Vone foram secretários de obras”.

E o Planejamento ?

Acredito que essa é a hora e a vez do prefeito Ceron fazer a separação das pastas, entregando o Planejamento para um técnico (preferencialmente um arquiteto ou engenheiro).

Legado

É inegável o legado que Clayton Bortoluzzi deixa para sua cidade natal. Dentre elas, refuto o novo Plano Diretor, sem falar em asfaltamento de grandes avenidas, como a Nossa Senhora da Penha ou a Rua Coronel Cordova, além de outras 30 ruas no Centro e Bairros.

Ainda tem seu carimbo nas obras em execução do Mercado Público Municipal e a Revitalização do Centro de Lages.

 

#BlogdoBarão

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here