Na manhã desta terça-feira 26/03/2019, a Delegacia da Polícia Federal e a Delegacia da Receita Federal em Lages deflagraram a Operação RETIFICATIO visando apurar fraudes cometidas em Declarações de Imposto de Renda de Pessoas Físicas.

Com base em elementos apurados pela Receita Federal, a operação conjunta investiga o encaminhamento de mais de 3.000 declarações, originais e retificadoras, transmitidas por uma mesma pessoa, em nome de terceiros.

Segundo se apurou, foram inseridas deduções fictícias, objetivando aumentar a restituição imposto ou diminuir o valor do imposto a pagar. Conforme as declarações incidiam em malha fiscal, o investigado promovia sucessivas declarações retificadoras até que conseguisse burlar o sistema automatizado.

Assim, nesta data foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa do investigado em Lages, visando apreender computadores e documentos que serão submetidos à perícia. Ressalta-se que o investigado não atua no ramo da contabilidade, apesar da grande quantidade de declarações de IR que enviou.

Estima-se que o prejuízo causado com a prática criminosa ultrapasse o valor de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), ao longo dos últimos quatro anos.

Nos próximos dias a Receita Federal irá intimar as pessoas físicas suspeitas de terem se beneficiado da fraude, para comprovar as despesas lançadas nas DIRPF.

Com informações: Delegacia da Receita Federal de Lages

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here