Reitor da Unifacvest reforça Moção deputado Marcius sobre liberação cursos Medicina no país

O Reitor do Centro Universitário Unifacvest, professor Geovani Broering, esteve hoje na Assembleia Legislativa, no gabinete do deputado Marcius Machado, único representante da serra catarinense na ALESC, conversando sobre o teor da Sua Moção Legislativa aprovada ontem, solicitando a liberação de novos cursos de medicina no país e a revogação da portaria nº 328/2018 do Ministério da Educação.

Temer suspendeu por 5 anos

Pela portaria nº 328/2018 o governo do ex-presidente Michel Temer suspendeu pelo período de 5 anos o protocolo de pedidos de aumento de vagas e de novos editais para autorização de novos cursos de graduação em Medicina.

Unifacvest pediu em 2013

Cabe lembrar que em 06 de agosto de 2013 a Unifacvest protocolou o projeto de criação do curso de Medicina e a instituição já contava com uma das melhores estruturas na área da saúde no Estado de Santa Catarina.

Hoje, está realizando um dos maiores investimentos privados em saúde do Estado e espera que seu projeto para Medicina seja desarquivado com a revogação solicitada pela Moção, informou o reitor Geovani Broering ao deputado Marcius Machado.

A moção aprovada ontem e assinada pelo presidente da ALESC, Deputado Julio Garcia, informa que, à época (2018), o Ministro da Educação não ouviu o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Saúde, bem como os demais atores envolvidos e acabou prejudicando a população carente que não tem condições de pagar um plano de saúde. E que, quando há mais oferta de cursos de Medicina, menor será mensalidade.

Extinção do Mais Médicos

Outro aspecto contido na Moção destaca que a extinção do programa “Mais Médicos”, no qual havia cerca de 10 mil profissionais, que atuavam em várias cidades, evidencia que há a necessidade da abertura de novos cursos de medicina, em especial para atuarem do interior do Brasil.

Considera a Moção que a suspensão se baseia na pressão do Conselho Nacional de Medicina e que existem cursos com qualidade deficitária, mas isso não justifica a suspensão de novos cursos e/ou aumento das vagas, pois é função do Estado cobrar qualidade do ensino e da extensão das Instituições de Ensino Superior.

O texto final requer que seja encaminhada ao senador Jorginho Mello (PR-SC), ao Ministro da Saúde e ao Ministro da Educação a seguinte moção:

A Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, acolhendo proposição do deputado Marcius Machado – PR solicita a Vossas Excelências o apoio para a liberação de novos cursos de medicina no país, a partir da revogação da portaria nº 328/2018 do Ministério da Educação atenciosamente, deputado Julio Garcia PSD – presidente”.

Foto: Deputado Marcius Machado; Clévis Couto, Chefe de Gabinete; Dr. Matheus Paim, Assessor Jurídico da Unifacvest; Fábio Lunardi Farias, doutorando em Direito pela Unifacvest e professor Geovani Broering, Reitor do Centro Universitário Unifacvest

. . .

Gabinete deputado Marcius Machado

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here