Juliano Stefani, 35 anos, conhecido como Latino, foi preso na tarde desta segunda-feira e depois de passar pela Delegacia, foi levado para o Presídio Regional

Ele é suspeito de ter matado Guilherme Muniz, 26 anos com um golpe de faca, depois de uma discussão, que ocorreu na madrugada de sábado, na Avenida Luís de Camões, em frente a um bar. Natural de Campos Novos, ele reside no Bairro Vila Maria, em Lages, e responde por um processo de furto, ocorrido em Tijucas.

Em silêncio

Juliano Stefani, conhecido como Latino

O advogado do suposto homicida, foi até a 1ª Delegacia de Polícia, na tarde desta segunda-feira, dizer que seu cliente está disponível para esclarecer o homicídio, mas, que vai permanecer em silêncio. O fato dele permanecer em silêncio, não faz com que ele seja culpado pelo crime, esclarece o delegado responsável pela investigação do homicídio, Márcio Schutz.

Motivo do crime

A princípio, o motivo do crime seria porque Guilherme estava na fila para comprar um lanche e um homem, que não teve a identidade revelada, teria furado a fila e ambos discutiram.

Depois de furar a fila, este homem teria saído do local e Latino teria pego uma faca dentro de um veículo. Ele com mais outros homens foram até Muniz e Latino teria golpeado com uma facada no peito da vítima.

Presídio Regional

Latino foi preso preventivamente e encaminhado para o Presídio Regional de Lages. O delegado explica que se for confirmado que ele matou Muniz, ele será enquadrado por homicídio qualificado, pois a morte foi por motivo fútil.

Flagrante?

Muitos se perguntam porque o possível homicida não foi preso, logo depois que a polícia o apontou como suspeito do crime. O delegado explica que é mito, a informação de que flagrante só é desqualificado depois de 24 horas. “O flagrante é quando a pessoa acaba de cometer o crime e está com instrumento do crime e não há prazo para ser enquadrado. O prazo de 24 horas é para comunicar o juiz da prisão. Mas, via de regra, a polícia não persegue um criminoso por mais de 24 horas”.

Guilherme Muniz

 

Com informações: Correio Lageano

Foto: Correio Lageano

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here