Uma sessão na Câmara daquelas de bate-boca dignos de um parlamento, quando os vereadores Jean Pierre, Jair Junior e Lucas Neves protagonizaram um bate-boca desnecessário, enquanto o autor da proposta, Maurício Batalha assistia a tudo de camarote

O líder do governo, Jean Pierre, no calor do debate foi infeliz ao responder um desafio do vereador Jair Júnior sobre apontar o artigo da Constituição que respaldava o veto ao projeto do vereador Maurício que propunha citar o valor da publicidade veiculada pela Câmara e Prefeitura  em todos os meios de comunicação, como rádio, jornal e televisão.

Vereador Jair disse que foi ameaçado

Frase infeliz

“Não tenho mais 15 anos para ser desafiado. O último desafiado morreu com uma faca no coração semana passada lá no cachorro quente“, disse o vereador do PSD.

Vereador Jean Pierre Ezequiel

Ameaça de Morte

“Quero dizer, Senhor Presidente, que fui ameaçado. Quero dizer que não tenho medo de ameaça”, retrucou Jair Júnior, embora o teor dito por Jean Pierre tenha sido extremamente infeliz, não soou ameaça.

Juntos e abraçados

Depois da votação encerrada e mantido o veto, tudo voltou ao normal e saíram juntos e abraços, como é feitio do vereador Jair. Porém no dia seguinte (hoje), a discussão continuou acalorada, mas sem resultado prático nenhum.

Clique na nota para ler na íntegra:

 

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here