Em coletiva na manhã desta segunda-feira (15), o juiz Diretor do Fórum Ricardo Alexandre Fiúza e o Juiz da 4ª Vara Civel Leandro Passig Mendes detalharam o desvio de 526 mil das contas do TJSC em Lages por uma servidora

No dia 9 de julho corrente o Juiz da 4ª Vara Cível de Lages, Dr Leandro Pasing Mendes tomou conhecimento, através da Auditoria do TJSC, de desvio de recursos da conta única no Fórum de Lages, de um total de R$ 526 Mil

Desde 2014

Essa situação vinha sendo praticada desde agosto de 2014, através da atuação de uma servidora, em conluio com outras duas pessoas, sua mãe e sua irmã, além da suspeita da participação do marido.

Prisão temporária

De imediato o magistrado passou o fato ao Diretor do Forum e comunicou ao MPSC, para que abrisse a respectiva investigação. No dia 11, foi  determinada a prisão temporária da servidora (pelo prazo de 5 dias), e também da mãe e da irmã (a mãe já está em liberdade), enquanto a servidora e a irmã permanecem presas.

Auditoria do TJSC

SC tem 111 comarcas. Em duas delas apareceu situação de fraude recentemente (Joaçaba e Lages). O TJ deve à sociedade catarinense uma refinada auditoria em todos os cartórios de todas as comarcas e publicar controles que tem sobre a conta única.

A corregedoria sempre faz auditorias em todos os setores.  Se a prática na quarta vara estava ocorrendo desde 2014, não é possível nem para os corregedores detectar esse tipo de falha?  Então não seria essa a maior falha do sistema digital da justiça estadual de SC?

Prejuízo

Segundo o magistrado Dr Leandro Pasing, entre outras medidas tomadas, além das prisões, está sendo feito o rastreamento de contas dos envolvidos, mandados de busca e apreensão e outras providencias legais. Já o valor de R$ 526 nas contas será bancado pelo TJSC.

Fotos e video:

Diretor do Fórum Ricardo Alexandre Fiúza

Juiz da 4ª Vara Civel Leandro Passig Mendes

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here