Consta que durante o transcorrer das investigações da CPI, onde apontou culpados, tendo inclusive citados nominalmente, consta que o relator há cerca de alguns dias atrás, quando ainda funcionava o P.A. Tito Bianchini, esteve lá para uma consulta.

E o detalhe é que pediu para ser atendido especificamente pelo profissional, talvez por entender que ele era o melhor para sua doença. No entanto, no relatório lido, o referido profissional foi enquadrado por crime culposo e, por isso mesmo, foi incriminado.

Ou seja, antes era o melhor profissional, que servia aos seus interesses, no dia seguinte foi taxado de criminoso.

 

Foto: reprodução

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here