Ceron não se fez de rogado e dispensou o tradutor, fazendo seu discurso num dialeto da língua italiana, durante a recepção a comitiva que veio ao Brasil para dar início aos festejos da Heroína de Dois Mundos – Anita Garibaldi

Na Italia a “nossa” Anita Garibaldi é reverenciada e idolatrada, inclusive com o terceiro maior monumento daquele país, enquanto em Lages não tem nem mesmo uma placa de bronze em alguma praça.

Um monumento para Anita

Por isso mesmo o Blog propõe que o Município faça uma réplica do monumento de Roma, onde estão os restos mortais de Anita Garibaldi, e que seja inaugurado quando for plantada a “Rosa para Anita”.

Uma Rosa para Anita

Uma muda híbrida de uma rosa foi desenvolvida na Itália, patenteada com o nome de Anita. A rosa foi trazida para a América e em Santa Catarina se encontra no laboratório da Unisul para que seja clonada e disseminada com novas mudas, sendo distribuídas nos municípios que aderiram ao projeto.

Registro de nascimento

No discurso, Ceron lembrou do episódio de que todos os irmãos de Anita estão registrados nos livros da Cúria Diocesana, enquanto a página que poderia ter o registro dela foi arrancada. “Um fato muito estranho”, disse o prefeito, mas que não tira o brilho das comemorações em Lages, Curitibanos, Anita Garibaldi, Tubarão, Imbituba e Laguna, além de alguns municípios do RS e até no Uruguai.

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here