Convênio com o Departamento de Administração Penal (DEAP) prevê utilização de presidiários em serviços básicos de prestação de serviços nas secretarias de Meio Ambiente e de Obras

O sistema de trabalho nos presídios de SC é considerado modelo nacional e está sendo recomendado para ser aplicado nas prisões de todo o país. Interessado nesse modelo, o prefeito Ceron pediu estudos da Progem sobre a utilização dessa mão-de-obra em alguns dos serviços do município.

E para dar andamento ao acordo, foi realizada nesta semana uma reunião para acertar um convênio entre o Governo do Estado, através do DEAP e o Município de Lages, através da Secretaria de Serviços Públicos e de Meio Ambiente.

Ressocialização

“Com isso, o município estará ajudando na ressocialização dos presos através da contratação dessa mão-de-obra”, destaca o secretário Eroni Delfes. O custo de um presos é de um salário mínimo mês sem encargos trabalhistas, com 8 horas diárias de serviço, 6 dias por semana.

10 presos

Serão contatados no mínimo 10 presos diariamente podendo chagar a 30 por mês, que também poderão ser contatados pela secretaria de Obras. “Eles serão usados na limpeza pública, podas, jardinagem etc, e também poderão ser contratados pela secretaria de Obras para trabalhar nos serviços diários de mão de obra”, complementa o secretário.

 

Fotos: divulgação/reprodução

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here