Até às 10h de sábado, 02 de novembro, a nova direção do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, que era de propriedade da Sociedade Divina Providência, não havia divulgado nota informando oficialmente sobre a venda da entidade.

Até o momento, o que se sabe, é tudo conversa de bastidores, de funcionários e da rádio corredor.

Essa transação comercial merecia, no mínimo, um comunicado oficial para a comunidade lageana e para o Estado de Santa Catarina, já que tanto a prefeitura de Lages, quanto o Governo do Estado tem convênios para diversos serviços, como a Urgência e Emergência. Isso sem falar da Cardiologia.

Se até o ano passado os médicos fizeram greve por salários, que foram pagos com recursos de convênio com o governo estadual, a sociedade precisa, ao menos, saber como tudo foi negociado e como ficará o atendimento à população.

 

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here