Foram tantos os registros de acidentes nas rodovias e no perímetro urbano de Lages na sexta-feira, 13, e até um daqueles bem inusitados, numa ciclovia.

Foi na madrugada deste sábado, dia 14, com uma colisão de bicicletas, registrada pelo sistema de videomonitoramento na Rua Humberto de Campos.

Ciclista doou órgãos

Um dos ciclistas morreu dois dias após o acidente que aconteceu dia 27 de novembro. Ao cair Hilário Rodrigues Coelho, de 56  anos bateu a  cabeça no meio fio e ficou em coma.

O morador do Bairro Coral pai de dois filhos e avô de duas netas estava aposentado e ainda fazia serviços de eletricista. Seu cérebro morreu e a família doou os órgãos atendendo desejo dele. Ele costumava usar a ciclovia e quando a colisão ocorreu já era noite.

“Era muito apegado à família e apesar de aposentado não conseguia parar de trabalhar e fazia serviço de eletricista. Era muito querido e cativava as pessoas pelo seu bom humor. Gostava de andar de bicicleta e tocar violão”, conta a sobrinha Ane Franciele Coelho que foi criada como filha e morou com a família de seu Hilário por 30 anos. “Tínhamos uma ligação muito forte”, afirma.

 

Imagens: divulgação

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here