O governo do Estado tira equipamentos do HTR, que já deveria estar funcionando, para favorecer o litoral, e deixa a população serrana desassistida

O remanejamento do Tomógrafo que estava embalado na nova ala do Hospital Tereza Ramos foi uma decisão política baseada na necessidade de manutenção de atendimento à população da Capital e turistas que visitam o estado de Santa Catarina.

O tomógrafo do maior hospital público do estado, o Hospital Regional de São José, apresentou problemas de manutenção em peças que para conserto levariam mais de 60 dias úteis, ou seja, praticamente todo o período de verão. Além disso a máquina existente no hospital Regional de São José está em descontinuidade de produção segundo o fabricante.

Dessa forma para restabelecer o atendimento ao principal hospital que atende casos de trauma do estado foi tomada a decisão de remanejamento do equipamento que estava na ala nova do Hospital Tereza Ramos aguardando instalação.

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here