As duas empresas que se habilitaram na licitação da Festa do Pinhão: Gaby Produtora e Impacto Vento Norte, têm até prazo o dia 7/02 para apresentarem a documentação que falta. Se conseguirem, segue o processo normal, esclarece o superintendente da Fundação Cultural, Giba Ronconi.

Contestações

As propostas foram apresentadas no último dia 23 de janeiro, oportunidade em que ambas contestaram uma da outra a documentação anexada.

A Gaby alegou que o objeto social da empresa Impacto não atende ao exigido no edital, por se tratar de empresa prestadora de serviços. A Impacto fez a sonorização da Festa de 2018 como contrada da Gaby.

Já a Impacto alegou que faltam alguns documentos para a Gaby, cadastro municipal e estadual. Além disso ela não comprovou a capacidade de qualificação técnica, exigida no edital Alguns documentos da Gaby estão assinados com posterior a data de reconhecimento em cartório.

 

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here