Como Lages não tem praia, é costume das famílias passarem o dia nos campings, tanto do Salto quanto de outros rios do município. E aproveitando a folga do final de ano, no dia 28 de dezembro, muita gente estava no Camping do Arruda, junto ao Rio Caveiras, às margens da SC 114.

Aproveitando o calor, muita gente estava se banhando no Caveiras, mesmo sem atentar que naquele dia não havia Guarda-Vidas, como o Sargento Elias Enoc Pereira, com sua família, como também a família de Claudinei Gabardo.

Foi nesse momento (por volta das 17h), que o Sargento Elias Enoc percebeu uma situação estranha, quando viu que um homem (Claudinei), que brincava com seu filho Davi, de 6 anos, nas costas, porém num ponto que “não dava pé”.

Mesmo sem treinamento específico e colocando sua vida também em risco, o Sargento Enoc percebeu o que Claudinei tentava, desesperadamente, emergir com o filho. Foi então que o Sargento mergulhou e resgatou a ambos.

Não fosse a sua ação, tirando os dois e levando para um local seguro, certamente teria acontecido uma tragédia.

 

Exclusivo

#BlogdoBarão

3 COMENTÁRIOS

  1. Qual será a intenção de Barão puixando o saco das polícias, muito estranho. No Brasil quem é anjo ou herói são os que sobrevivem com salário mínimo.

  2. Parabéns ao policial pela coragem E pela atenção. Em momentos assim devemos honrar a vida de pessoas que vão além dos limites de treinamento para proteger os outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here