Vamos exemplificar pela eleição passada, o caso de Lucas Neves (PP), que fez 6 mil votos. Se o quociente eleitoral de Lages fosse 6 mil, o segundo colocado terá de fazer, pelo menos, 10% (600 votos). Ou para esta eleição, no caso do vereador Samuel, que está indo para o DEM. Nesse caso ele precisa ser o mais votado do partido e atingir o quociente eleitoral de Lages, ou seja, atingir os 6 mil para eleger um.

 Minireforma eleitoral

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou, nesta quarta-feira, a validade da regra imposta pela minirreforma eleitoral de 2015, que determinou que os candidatos para o Legislativo só podem ser eleitos se atingirem 10% ou mais do quociente eleitoral. A votação foi unânime.

A norma foi questionada pelo Patriotas, com o argumento de que ela prejudicava partidos e dificultava a representação das minorias. A legenda foi representada pela advogada Karina Kufa, que hoje articula a criação do novo partido do presidente Jair Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil.

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, citou o exemplo do ex-deputado Enéas Carneiro, que, em 2002, recebeu 1,5 milhão de votos em São Paulo e ajudou a eleger outros cinco candidatos, um deles que teria recebido menos de 200 votos.

 

Fonte: Valor Economico

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here