A Saúde é responsabilidade dos Governos em garantir para a população. Já a saúde financeira é com cada cidadão, que precisa trabalhar para prover o sustento de sua família

Isolamento social

O Governo impôs um isolamento social como forma de conter as pessoas em casa enquanto ele mesmo não tinha a capacidade de oferecer Saúde mínima necessária para conter o vírus do Covid-19.

Saúde financeira

Só que o isolamento social com medidas violentas como fechar estabelecimentos, multar e deter, ultrapassaram os limites, já que a saúde financeira das empresas não resistiu, e a fome chegou na mesa dos trabalhadores.

De joelhos na praça

Foi com base nessa constatação que o comércio de Lages se mobilizou e foi às ruas nesta quinta-feira (08/04) para protestar. Organizados, com máscaras e distanciamento de 1,5 de cada um, os manifestantes ocuparam a Rua Correia Pinto a partir das 9h. depois o grupo foi para a Praça João Costa, onde continuou a manifestação pedindo o direito constitucional de trabalhar.

Recado

Portando faixas, cartazes e apitaço, o recado foi para dizer ao governador que o lageano precisa trabalhar para não morrer de fome, para as empresas não fecharem as portas e para que a cadeia produtiva volte a se movimentar.

 

Fotos: grupo #JuntoporLages

#BlogdoBarão

10 COMENTÁRIOS

    • Primeiro, não sou empresário de nenhum comércio local, mas conheço vários empresários.

      Diego e Robson, é tão difícil entender que as contas seguem chegando e comércio precisa vender presencialmente e que se seguir assim, as empresas serão fechadas e todos os colaborados ficarão desempregados. Como irão se manter depois? A situação econômica será muito pior que o próprio vírus. É muita ignorância.

      Quem está comentando que deve seguir fechado, ou é sustentado pelos pais, ou trabalha no governo (que acha que não vai faltar dinheiro, mas vai).

      A economia parando, quebra o ESTADO e o PAÍS inteiro, pois a arrecadação de impostos não ocorrerá.

      Porra, ponham a cabeça para pensar.

      Se continuar assim, não vai ter dinheiro, nem ao menos, para comprar insumos para os hospitais, todos vão quebrar. Pelo amor de deus.

  1. Concordo. Infelizmente o pessoal sendo usado pra fazer pressão. Em relação à abertura do comércio. Ai percebemos o valor do colaborador para os patrões! Qd é pra valorizar com um aumento de salário! Usa-se o contexto. Lamentável

  2. Ei, colaboradores que foram expostos ao ridículo e à contaminação por seus empregadores (porque não acredito que estes se ajoelharam ali), guardem essas fotos, vídeos, reportagens, mensagens recebidas, pois pode ser muito útil ali na frente; sindicatos, em nomes de seus filiados, façam o mesmo. É um direito mais do que justo pleitear a flexibilização das regras impostas por ocasião da pandemia. Mas é preciso mostrar, por meio de dados técnicos e científicos, que seus empreendimentos têm condições de funcionar sem expor seus colaboradores e o público à contaminação. Só bater na tecla de vai quebrar a economia já não se mostra suficiente e não será à medida que as infecções e mortes aumentem. Governo algum assumirá o risco de liberar atividades que são potenciais de contágio e proliferação da infecção. Não se enganem que as medidas adotadas por decretos e portarias não estão previstas em Lei. Elas estão sim. E como diz a Constituição Federal: “NINGUÉM SERÁ OBRIGADO A FAZER OU DEIXAR DE FAZER ALGUMA COISA SENÃO EM VIRTUDE DE LEI (art. 5º, II).

  3. O que dizer de um povo que em 2018 foi para frente da loja do VÉIO DA HAVAN prestar continência e cantar o hino nacional.

    Nunca antes na história os BOI DE BOTA foram tão gado quanto nesses últimos anos.

  4. Primeiro, não sou empresário de nenhum comércio local, mas conheço vários empresários.

    Diego e Robson, é tão difícil entender que as contas seguem chegando e comércio precisa vender presencialmente e que se seguir assim, as empresas serão fechadas e todos os colaborados ficarão desempregados. Como irão se manter depois? A situação econômica será muito pior que o próprio vírus. É muita ignorância.

    Quem está comentando que deve seguir fechado, ou é sustentado pelos pais, ou trabalha no governo (que acha que não vai faltar dinheiro, mas vai).

    A economia parando, quebra o ESTADO e o PAÍS inteiro, pois a arrecadação de impostos não ocorrerá.

    Porra, ponham a cabeça para pensar.

    Se continuar assim, não vai ter dinheiro, nem ao menos, para comprar insumos para os hospitais, todos vão quebrar. Pelo amor de deus.

  5. Verdade Robson, os empresários fazendo os trabalhadores na rua, colocando a vida de terceiros em risco, e ainda fazendo o maior papelão se ajoelhando, isso é ridículo, digno de uma cidade pequena de empresários com cabeça pequena. Espero que essas pessoas que organizaram essa vergonhosa manifestação sejam punidos exemplarmente, nunca vi uma atitude tão medíocre quanto essa!!!!

  6. O constrangimento é evidente. Observem as fotos! Cartaz. Máscara e óculos escuros! Escondendo o rosto! AÍ será que é ato espontâneo? Alguém viu alguma foto de um empresário ” ajoelhado no calçadão!! Ou em pé! Com um cartaz!! Qt a pandemia é só fazer uma leitura. Mundial! Ex. EUA. Itália. Espanha. França. Na Ásia então nem se fala. Qtos mortos. Será que vale arriscar!! Apesar de tds os esforços!! Com o sistema de saúde! Brasileiro!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here