Governo Moisés bate recorde com quatro exonerações em 48 horas. Teve até lageano caíndo – Sandro Yuri Pinheiro, que é irmão de Luiz Carlos Pinheiro (na foto, em colóquio com o novo secretário da Casa Civil, Juliano Chiodelli)

Pegue seu banquinho…

Chances reais de ir para o Guiness Bock. Nesta sexta à noite saiu a nota oficial assinada pelo governador Moisés comunicando a exoneração do Chefe da Casa Civil, Amandio João da Silva Junior, que nem esquentou a cadeira.

Descarte

Na nota destaca que o ex-secretário poderá melhor prestar esclarecimentos perante as autoridades em relação aos fatos relacionados à sua atividade profissional desenvolvida na iniciativa privada.

  1. Envolvimento

Amândio foi convocado pela CPI dos Respiradores, pois aparece no grupo de empresários que participou do processo de compra fraudulenta dos respiradores.

  1. Assessor especial

Caiu também o lageano Sandro Yuri Pinheiro, assessor especial da Casa Civil que também apareceu com empresários que movimentaram o processo dos respiradores.

  1. Controladora geral adjunta

Nesta sexta-feira foi exonerada a auditora Simone Becker que ocupava a função de controladora geral adjunta, e que foi questionada pela CPI onde sua omissão acabou sendo sublinhada pelas perguntas do deputado Milton Hobus ao controlador geral Luiz Felipe Ferreira.

  1. Demissão na SC-Par

E quinta-feira saiu o presidente da SCPar Gustavo Salvador Pereira ligado a Lucas Esmeraldino, inclusive fazia parte das empresas do irmão do ex-secretário, denunciada pelo ND.

De repente o governador não quer nenhum ruído no governo que produza mais desgastes por causa do escândalo dos respiradores …se for nessa linha a tendência é convidar para sair o atual secretário da Saúde, André Mota.

 

Fonte: Blog do Paulo Alceu/NDMais

#BlogdoBarão

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here