Entrou em discussão no grupo da Imprensa o sumiço de dois equipamentos que chegaram a fazer sucesso em Lages: o placar eletrônico do Estádio Vidal Ramos e o termômetro do Largo da Catedral

O blog está tentando informações dos tais equipamentos, que segundo informações, teriam sido encaminhados para conserto, e nunca mais voltaram.

Placar

O placar do “Tio Vida” foi instalado no dia 08/06/2016 para ser utilizado pela primeira vez no jogo de estreia do Inter de Lages na Série D do dia 12/06/2016, contra a Linense.

O placar eletrônico custou cerca de R$ 7 mil na época e segundo o assessor técnico da Fundação Municipal de Esportes da época, Maikon Carneiro, o equipamento seria atualizado por um teclado sem fio conectado a uma antena. Só que funcionou apenas dois jogos e desde então está guardado

Pelas informações apuradas, o tempo de vida do placar foi bem curto, pois deu pane e foi para conserto no fabricante, em Blumenau. A empresa não teria dado conta e a questão foi parar na Justiça.

Termômetro

Já o termômetro da Catedral foi feita em 11/09/2016, pela Municipalidade, que justificava que a estrutura de madeira daria mais “charme” nas fotos da Catedral.

Só que assim como o placar eletrônico, também teve vida curta e sumiu. Até hoje estão procurando para onde foi enviado para conserto…

 

Fotos: arquivo

#BlogdoBarão

2 COMENTÁRIOS

  1. Prezado Barão, bom dia. Gostei da sua referência ao “Cadê o placar….?” O placar funcionou perfeitamente até o meu último dia na FME na gestão do amigo Capela, o valor de aquisição foi de 30% do orçamento mais barato da época…e teve somente um problema no mês de outubro, o qual levei o placar pessoalmente a Blumenau e foi consertado no mesmo dia sem custo. O mesmo foi usado em vários jogos do Inter, Jocol e amador…, inclusive lembro de que os torcedores gostavam de fazer selfies e postar nas redes sociais em frente ao placar, foi uma febre…um grande abraço.

  2. Caro Barão, é oportuna essa matéria sobre o Placar Eletrônico do Estádio Vidal Ramos Jr. Como o teu perfil é de uma pessoa democrática, com certeza irá postar os esclarecimentos que a seguir descrevo. Esse Placar foi adquirido na minha gestão como Superintendente da FME, que finalizou em 31/12/2016. De fato, ele foi instalado em março de 2016, funcionou normalmente por algum tempo e apresentou defeito na Placa do equipamento. Aí, prontamente o meu assistente na FME se prontificou a levar a placa do equipamento para substituição diretamente no fabricante em Blumenau, a qual ocorreu imediatamente, voltando a funcionar normalmente, pelo menos até o dia 31/12/2016, quando de minha exoneração na FME. Pessoalmente eu presentei que por volta de 04/2017, já na administração atual da FME/Prefeitura, a quem cabe prestar os devidos esclarecimentos das razões da inoperância do equipamento por 36 meses. Agradeço a oportunidade para prestar esclarecimento e me coloco à disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here