Entendemos a “boa vontade” e a pressa do governador em inaugurar uma obra não acabada, mas a Serra clama por leitos de UTI, que no HTR permanecem desta forma nos mesmos 19 do prédio velho, na Ala Portinari. Os 9 inaugurados por Moisés, por enquanto não passam de uma de uma encenação, de uma brincadeira com a vida das pessoas

Fontes ouvidas pelo Blog e que pediram para não serem reveladas afirmam que a inauguração do Centro de Terapia Intensiva (CTI) Jonas Lemkuhl no HTR foi uma encenação.

Aliás, a impressão que se tem é que o governador Moisés foi induzido ao erro, pois acreditou que o novo CTI estivesse pronto e bastava sua presença, antes do prazo prometido – 14 de agosto, para o ato inaugural. Para isso, alguém teve acesso à nova torre e fez as filmagens, que foram enviadas para Florianópolis.

Não basta algumas camas e pacientes

Só que para um Centro de Terapia entrar em operação não basta largar algumas camas e pacientes. É necessário uma complexa estrutura, que vai desde elevadores funcionando, equipamentos, respiradores, monitores, balões de oxigênio e até uma cozinha (a passarela de serviço termina no pátio do prédio velho).

Mentira sobre auditoria

Na coletiva o governador que o governador Moisés deu na Uniplac, ainda na segunda-feira, dia 10, ele mentiu ao dizer que estava recebendo naquele dia (10/08), o relatório da auditoria contratada.

O repórter Daniel Goulart da Rádio Clube questionou sobre os motivos do Governo do Estado ainda não ter inaugurado a nova torre do HTR, já que recebeu a obra com 96% concluída. O governador Moisés voltou a dizer que ainda não recebeu o relatório de uma auditoria que seu governo mandou fazer.

Entregue em 27 de abril

De acordo com o Transparência do Governo, a Auditoria custou 233 mil e foi entregue no dia 27 de abril.

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here