A Cervejaria Lohn desenvolveu uma cerveja com lúpulos plantados e beneficiados em Santa Catarina. O lançamento da cerveja Green Belly (Barriga Verde em português), nome gentílico aos nascidos no Estado de Santa Catarina, é uma cerveja do estilo Hop Lager que tem destaque no sabor e aroma para os lúpulos, ingrediente importante na fabricação de cervejas.

Lúpulo de Lages

O projeto Hildegarda, na Serra Catarinense, mais especificamente na cidade de Lages e dentro da Cervejaria Santa Catarina da Ambev, possui um viveiro com mudas de lúpulos de varietais distintas, além de dispor de equipamentos para beneficiamento das plantas. Em um galpão estão alocadas a desfolhadeira, a secadora e pelletizadora.

“Desde o início de 2020, a Cervejaria Santa Catarina da Ambev em Lages está investindo num projeto que visa fomentar a cultura do lúpulo na região serrana de SC. A primeira fase do projeto consiste na implementação de uma lavoura experimental de aproximadamente 1 ha, onde serão feitos testes com distintas variedades bem como desenvolvimento de protocolos de manejo e adubação. Além disso, está sendo construido uma planta piloto de beneficiamento de lúpulo, com peladora, secadora, peletizadora e embaladora à vacuo, desenvolvidas com fornecedor nacional.

Esta planta tem por objetivo auxiliar no beneficiamento do lúpulo da região, o que deve garantir a qualidade no armazenamento e facilitar o escoamento da produção. A segunda fase visa fomentar a cultura através da agricultura familiar em parceira com Epagri, Udesc, MAPA e Secretaria da Agricultura.” Comenta Felipe Sommer – Projetos Especiais Ambev.

O uso de lúpulo geralmente acontece em flores ou pellets. Quando colhidos, brevemente podem ser usados ainda em flores, que é uma técnica usada por cervejarias que denominam essas cervejas como Harvest Ales (cervejas da colheita em uma tradução livre). Mas a produção de cervejas é uma atividade que se desenvolve durante os doze meses do ano, sendo necessário tê-los em boas condições em todas as datas do ano. Por isto é super importante que seu beneficiamento aconteça também com os lúpulos plantados no Brasil.

“Quando o Felipe Sommer se apresentou comentando sobre estar em um projeto com lúpulos catarinenses eu pensei, ‘é mais um’. Mas depois de conversar por alguns instantes eu percebi que finalmente teríamos uma cadeia produtiva do início ao fim e não apenas flores como habitualmente vemos há décadas no Brasil. Esta sendo uma grande oportunidade desenvolvermos isto juntos e ficamos super empolgados com o resultado da cerveja Green Belly. ” Destaca Richard Westphal Brighenti, cervejeiro e sommelier.

Um sonho que virou realidade

Até pouco tempo falar sobre Produção de lúpulo nacional era algo tão longe da realidade das cervejarias que hoje diante da possibilidade da inserção de Santa Catarina dentro desse mercado, ainda mais incentivando a produção por meio da agricultura familiar, acaba sendo uma iniciativa que movimenta ainda mais um segmento que diariamente busca por inovações.

Agronegócio

“O cultivo do lúpulo em âmbito nacional além de movimentar uma parte do tão importante agronegócio, também contribui para o desenvolvimento de produtos com características únicas. Visto que cada região que houver plantio, irá expressar seu terroir no lúpulo, abrindo ainda mais o leque da criatividade na produção de cerveja.” Anthony Bonetti, cervejeiro Lohn Bier.

SERVIÇO: As cervejas Green Belly foram produzidas com lote limitado e podem ser adquiridas na loja em anexo à fábrica na Rodovia SC 390 em Lauro Muller/SC

 

Texto: Richard Westphal Brighenti
Sócio e Head Brewer da Lohn
#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here