Racha insolúvel nos Menudos e Lucas pode ser vice de Carmen. Mesmo se perderem, ele garante apoio para concorrer a deputado em 2022. Será que houve “traição” nos Menudos?

Canta, dança, não se reprima

O movimento dos Menudos surgiu no dia 12 de março, integrado por cinco vereadores (Bruno Hartmann, Jair Junior, Thiago Oliveira, Lucas Neves e Samuel Ramos), com a proposta de chegar ao poder e a derrubada dos coronéis.

Brigas internas

Só que o grupo nunca conseguiu harmonia e as brigas internas começaram alguns dias depois. Primeiro com a saída de Samuel Ramos (DEM), que voltou a integrar a bancada da Situação na Câmara. Só que as discussões aumentaram ainda mais com a proximidade das convenções partidárias para escolha dos candidatos, cujo prazo final ficou para 16 de setembro.

Sem apoio de Moisés

Lucas Neves viu seu projeto de candidatura a prefeito afundar com a prisão do secretário geral do partido (PSL) Douglas Borba e agravado pela CPI do Impeachment do governador Moisés. Assim, ele que no começo esnobou a deputada Carmen, voltou a procurar a deputada, na tentativa de ser o seu vice.

Monarim e Jair

E quem ficou a ver navios foi o vereador Jair, que queria ser o vice de Lucas e acabou sendo preterido. Agora só resta ser vice de Monarim (resta saber se o tucano aceita), ou tentar novamente uma cadeira na Câmara.

Assembleia 2022

Em acontecendo isso, vai acabar sobrando para o deputado estadual Marcius Machado, pois mesmo se Carmen e Lucas perderem, o vereador garante seu apoio ao projeto de ser deputado.

 

 

#BlogdoBarão

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here