O mapa atualizado de gestão de risco da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado nesta quarta-feira (26), aponta uma sensível diminuição nos casos de corona vírus em SC, pois são quatro regiões a menos do que no relatório anterior na cor vermelha de alerta máximo e o melhor resultado das últimas semanas para esse nível de risco. A boa notícia para os lageanos é que a Serra e Meio Oeste não estão mais em estado gravíssimo de risco.

Saindo do Vermelho

Mas na tarde desta quarta-feira (26), o portal oficial de controle do Coronavírus do Governo reposicionava a Serra Catarinense na condição do Risco Potencial Grave para Covid-19. Outra informação importante é do boletim da Saúde Municipal (26/08) onde aponta que a taxa de internação hospitalar reduziu para 77%. No início do mês de agosto chegou a estar em 98%.

Levantamento na Amures

O levantamento semanal de novos casos de Covid-19 realizado pelo Setor de Comunicação da Amures, finalizado às 15h dessa quarta-feira (26), aponta para uma redução no percentual de confirmações, recuperados e óbitos nos municípios da Serra Catarinense, nas últimas quatro semanas.

Destaque para a diminuição do número de novos casos confirmados, quando comparado com a semana anterior. Da mesma forma a redução do número de óbitos no período e de pacientes recuperados se mostra menor.

Entre os dias 5 e 12 de agosto, a taxa de novos casos de coronavirus estava em 33,08%. Caiu para 22.89% entre os dias 12 e 19 e agora ficou em 18,27% na última semana. O número de óbitos, que na primeira semana de agosto estava em 88,46%, caiu para 34,69% na semana seguinte e agora aparece com 19,69%. O número de pacientes recuperados no período foi de 49,28%, depois 41,71% e nos últimos sete dias 23,18%.

Regressão da pandemia

Esses dados apontam para uma regressão no avanço pandêmico. A soma hoje dos 18 municípios da Serra Catarinense em números absolutos aponta para 4.368 casos confirmados, 3.289 recuperados e 79 óbitos.

 

Fonte: Amures, COES Governo SC

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here