“Os processos de impeachment só têm como objetivo desgastar o governo perante à sociedade” é o que afirma o governador Carlos Moisés.

E a sociedade pergunta: e os R$ 33 milhões que o governo, com dinheiro do contribuinte, pagou antecipadamente para uma empresa de fachada, pelos 200 respiradores fantasmas, foi o quê? zelo pelo dinheiro público? preocupação com a coisa pública?

Em síntese: os catarinenses foram “agraciados” com o “conto do vigário”.

 

Fonte: Vânio Bossle/Direto ao Ponto
#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here