Secretários de Estado e demais integrantes do colegiado entregaram ao governador Moisés na noite de segunda-feira, 21, um documento em que manifestam “indignação com o movimento político que tenta retomar o comando do Governo do Estado”.

Na carta, os secretários e presidentes afirmam que “o governo não cedeu, não cede, nem cederá às pressões pela volta daqueles que se beneficiaram de ato de corrupção”.

33 Milhões

O curioso no documento é o esquecimento dos R$ 33 Milhões pagos antecipadamente na compra de 200 respiradores e que até hoje não foram entregues. Por conta disso teve colega deles que foi preso (secretário Douglas Borba/Casa Civil) e secretário demitido (Helton Zeferino/Saúde).

Mas os integrantes do colegiado não falam uma palavra dessa compra que está sendo investigada inclusive pela Polícia Federal e também é objeto de outro Impeachment na Alesc.

Fonte: Governo do Estado/Secom

#BlogdoBarão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here